Total Pageviews

Friday, June 10, 2016

Os percalços deste frio

Sinto-me irremediavelmente triste, amuada, encolhida dentro de mim mesma e sem saber como amenizar as coisas. Porque claro, minhas mãos estão geladas aqui na repartição, mas lá em casa, hoje de manhã em minha cama, as coisas não estavam melhor.
Cortei 50% dos banhos, mantendo somente o higiênico banho da noite, aquele que tira as nhacas, e nada mais de banho pela manhã. 
Ligo o aquecedor em cima da cama, enquanto me enterro sob um edredom, um cobertor e a mundialmente famosa coberta do divórcio, a salvação da lavoura há anos - e que nos últimos anos, confesso, vinha servindo apenas como colchonete para o cãozinho.
O cãozinho passa o dia todo com a cabecinha fria, tendo envolvê-lo em cobertas, abraços, mas ele continua eventualmente tremendo. A roupinha peluciada não parece suficiente tampouco. Curiosamente, no breu da grama úmida de 17h30 da tarde, ele passeia contente de rabo abanando SEM ROUPINHA como se nem soubesse o que significa o frio.
Tenho tentado beber chá, tomar sopas, me abrigar, comprei uma roupa térmica, mas não é suficiente. Alguém tem sugestões realmente incríveis?

1 comment:

Cristiano said...

Sou de bh, nao sei o que é frio...
Logo eu não tenho conhecimento para lhe ajudar.

Blog Archive