Total Pageviews

Tuesday, June 28, 2016

O andamento das resoluções de Ano Novo

Amanhã é meu aniversário, portanto, Ano Novo de novo!

Tenho ficado ausente do blogue porque me encantei com a linguagem do snapchat, muita gente me segue e interage por lá, vou mostrando as receitas e contando o que me acontece... Se alguém aqui curte o aplicativo, meu perfil é thaismacadamia.

Mas hoje bateu a nostalgia, li alguns blogues e vim aqui aproveitar para refletir sobre como estão os planos que tracei para este ano, estamos quase na metade dele, afinal de contas!

1 - QUITAR MINHAS DÍVIDAS - estou substancialmente perto disso, eliminei a maior que tinha e até o final de julho, resolverei as menores;
2 - TIRAR O DIPLOMA DO MESTRADO - em final de julho, financeiramente, poderei dar entrada para a papelada;
3 - DESTRALHAR MINHA CASA - avancei muito, mas é um processo ainda incompleto;
4 - VOLTAR A ESTUDAR FORMALMENTE - fiz um processo seletivo, ainda não sei o resultado, e também dei andamento a continuar em minha área, que explico no item 9;
5 - MEDITAR DIARIAMENTE - isso oscila, mas diariamente instaurei práticas de mindfullness que não tenho mais esquecido de praticar;
6 - LER 24 LIVROS - ASSISTIR 52 FILMES - IR A 4 SHOWS DE MÚSICA - até o momento assisti 21 filmes (não contabilizo reprises), li 6 livros (também não contabilizo reprises), e não tive oportunidade de ir a nenhum show de música! Quero dar uma intensificada na leitura durante minhas férias, e planejar inserir mais música na vida;
7 - GASTAR MENOS DO QUE GANHO (INCLUINDO OS VALES) - eu oscilo em algum dos 3 itens mês a mês. O salário, com o fim das dívidas, está fechando no zero, porém o VA sempre vai todo, e o VR tem sobrado;
8 - NÃO SER ESPELHO EM MINHAS RELAÇÕES (agir conforme acredito, não conforme a pessoa me provoca a agir) - eu trabalho bastante nisso, porém, confesso que muitas horas escorrego ainda, mas tenho consciência de que o faço e tento imediatamente corrigir isso;
9 - PRODUZIR 1 ARTIGO CIENTÍFICO EM MINHA ÁREA E INSCREVÊ-LO EM EVENTO - produzi, inscrevi e foi aprovado, apresento semana que vem! Estou muito contente, posso com isso retomar o ritmo de produzir conhecimento na área;
10 - TER UMA ATIVIDADE FÍSICA SEMPRE. INICIAMOS COM CORRIDA E HIIT - a corrida, confesso que não vingou. Orientada por profissionais a focar mais no ganho de massa, levantar peso, eu pratico o HIIT com regularidade média, caminho diariamente (coisa pouca, no máximo 20min) e me alongo todos os dias - estou querendo no segundo semestre dançar;
11 - ADMINISTRAR MELHOR OS PRAZOS, EVITANDO PENDÊNCIAS ACUMULADAS E PROCRASTINAÇÃO (melhorar em 25% meu rendimento neste quesito) - eu melhorei, mas percebo que o que mais melhorou foi perceber que o meu rendimento não é assim ruim. A procrastinação existe, mas não é o principal detalhe, pois eu não perco os prazos, apenas, tenho um ritmo de produção que me leva a amadurecer a ideia muito (às vezes até demais) antes de realmente implementar. O que preciso ajustar é o sofrimento que me causa quando, podendo executar a tarefa, eu atraso esse momento, por isso, continuo trabalhando por essa meta;
12 - TRATAR A MIM MESMA COM AMOR, CONSIDERAÇÃO E RESPEITO. ME PROTEGER DE POTENCIAIS RISCOS E TER MUITO CUIDADO E PACIÊNCIA A CADA NOVO PROCESSO - essa, a mais difícil porém a mais gratificante, é um processo desigual, combinado mas que está sempre aumentando. Reflito sempre sobre o que estou fazendo comigo quando tomo certas atitudes, e argumento de forma mais afetiva ao me colocar alguma meta. Por exemplo: preciso arrumar a casa, não porque sou uma preguiçosa que deixou a bagunça tomar conta, mas porque mereço uma casa arrumadinha. Peço desculpas a mim mesma sempre que falo comigo de forma rude ou cobro de forma excessiva. Mas claro, certas horas ainda perco a paciência comigo mesma, e preciso voltar, repensar e ficar melhor.

Friday, June 10, 2016

Os percalços deste frio

Sinto-me irremediavelmente triste, amuada, encolhida dentro de mim mesma e sem saber como amenizar as coisas. Porque claro, minhas mãos estão geladas aqui na repartição, mas lá em casa, hoje de manhã em minha cama, as coisas não estavam melhor.
Cortei 50% dos banhos, mantendo somente o higiênico banho da noite, aquele que tira as nhacas, e nada mais de banho pela manhã. 
Ligo o aquecedor em cima da cama, enquanto me enterro sob um edredom, um cobertor e a mundialmente famosa coberta do divórcio, a salvação da lavoura há anos - e que nos últimos anos, confesso, vinha servindo apenas como colchonete para o cãozinho.
O cãozinho passa o dia todo com a cabecinha fria, tendo envolvê-lo em cobertas, abraços, mas ele continua eventualmente tremendo. A roupinha peluciada não parece suficiente tampouco. Curiosamente, no breu da grama úmida de 17h30 da tarde, ele passeia contente de rabo abanando SEM ROUPINHA como se nem soubesse o que significa o frio.
Tenho tentado beber chá, tomar sopas, me abrigar, comprei uma roupa térmica, mas não é suficiente. Alguém tem sugestões realmente incríveis?

Monday, June 06, 2016

O calendário de advento e as feiras de Natal na Europa


Feirinha de Budapeste - se ampliarem a imagem verão as decorações nas árvores com maior nitidez

Eu já escrevi muitas vezes sobre como odeio as datas oficiais e o Natal acho uma das piores. As razões são várias, mas parte era certamente o fato de que sou muito suscetível ao calor e não gosto nada de comer a ceia típica em finais de dezembro. 
Kosice dia 25/12/2016 - concorda que enfeitar de vermelho e doirado ajuda?
Daí o mundo deu voltas, eu dei um pouco de voltas pelo mundo e finalmente estava em dezembro no continente europeu pronta para passar o Natal.
E chegando lá não pude deixar de ser tocada pela famosa "magia do Natal", pois absolutamente todas as cidades por onde passei estavam decoradas e tinham uma feira de Natal. 

Feirinha em Viena pela manhã, as criança tudo correno e as professora organizando o babado (mentira, estavam bem lindas esperando para comer um pão doce)

Basicamente, é um monte de barraquinhas vendendo artigos de decoração natalina, biscoitos, doces, vinho quente (bem parecido com o quentão, mas é de vinho branco e menos aromático de especiarias), comidas "de feira" (as deles, não as nossas, é claro), eventualmente um palco e apresentações musicais e de dança. 

Em Bratislava, 15h da tarde, povo mandando ver no vinho quente e comidinhas

Anoitecia logo perto das 15h e nada das barraquinhas fecharem - pelo contrário, era a partir das 18h que começava a "ficar bom", as pessoas lotavam as feiras, para comer, beber, confraternizar umas com as outras. 
As decorações e as luzinhas eram incríveis. Ouvi musiquinhas natalinas que não conhecia, é como música pop só que de Natal (tipo aquela All I Want From Christmas Is You, sabe?), vi pinheiros cortados para as pessoas comprarem, e imensas coisas diferentes, como os calendários de advento e o clássico enfeite com quatro velas (sendo uma acendida a cada domingo de dezembro).

No centro de Kosice, estávamos no terceiro domingo do advento (três "velinhas" acesas)

No dia 24 de dezembro, o comércio funcionou até mais ou menos meio-dia, e a partir de então, só voltei a ouvir notícias das coisas abrindo no dia 26. Os eslovacos a quem perguntei relataram uma festa íntima e familiar, algo simples, muita visita aos mais velhos e brincadeiras com as crianças - a festa é para eles. Achei isso ótimo, pois uma coisa que sempre me incomodou no Natal brasileiro (ao menos o que participava) é que era uma festa totalmente centrada nos adultos. 

Eu em Viena - não era fácil dar foco sem as luvas

Existe um exagero de coisas sendo vendidas, produzidas, compradas, mas apesar disso, não é como aqui no Brasil. Parece haver uma hierarquia melhor distribuída entre o tempo e energia dispendidos em cada atividade, e passar tempo juntos, visitar os parentes, assar biscoitos em casa é mais importante que os presentes. Acho que alguém me contou que não são tantos presentes assim, no geral.

Mais uma belezinha em Viena

E no frio, preciso confessar que comi uma ave assada com prazer. Bebi eggnog, que compramos engarrafado, mas não estava tão gostoso (vou tentar preparar uma hora dessas). Foquei no vinho tinto mesmo. E próximo ao dia de Natal, as coisinhas foram entrando em promoção, para logo depois as feiras serem imediatamente desativadas e sumirem...

Blog Archive