Total Pageviews

Monday, January 25, 2016

Filme: Manhattan




Continuo conseguindo dar ritmo a isso de assistir 52 filmes esse ano (que se propõe ser uma média semanal se você ainda não tivesse percebido). O lado bom de não ser uma movie person é ter tantos bons filmes disponíveis para embarcar nesse projeto!
Manhatan se é que alguém ainda desconhece é um filme sobre Ike, um escritor divorciado que se apaixona pela amante do melhor amigo, enquanto ainda não se conforma com a ex mulher ter assumido um romance lésbico e estava com uma namorada menor de idade.
O filme é todo uma jóia cheia de pequenos diamantes: cenas, músicas, diálogos, atuações, tudo gracioso. Um personagem principal egoísta, neurótico, com perversões que em 2016 se consideram muito fora do limite, mas que em 1979 é não só aceito, como também pode ganhar sua simpatia.
Pelo que li depois de ter assistido, trata-se de uma das várias homenagens à Nova York e as lindas cenas nos principais cartões postais (naturais e não-naturais) da cidade dão ainda mais vontade de viver dentro daquele filme.
Confesso que vi a relação de Ike com Mary como um romance tão leve e simplesmente sofisticado que torci pelo casal. Uma parceria tão dialogada mas também com química não é algo assim simples de se achar na vida. Aposto como Mary, se fosse de verdade, ainda passa muitos momentos relembrando essa sintonia dessa breve relação.
As frases são impactantes, eu diria que impecáveis: querer cometer perversões intergalácticas com alguém é tão lindo! E chamar o seu cachorro de Waffles (falando uófous, meio inglês)?
Chocada com o viço e beleza da jovem Meryl Streep. Que mulher poderosa, minha gente! Minha ídala.

Esse está disponível no Netflix, caso alguém queira rever ou seja tão atrasado quanto eu: são 90minutos que você GANHA em sua vida. Veja! 

2 comments:

Liu said...

Apesar de sempre sentir um nojinho ao ver Woody Allen, eu gosto muito dos filmes dele. Quando assisti a este filme, demorei a perceber que aquela mocinha era Meryl Streep.

Não importa said...

Os filmes do Woody Allen são sempre muito bons e tem uma sacada muito boa sobre relacionamentos em geral. Esse, eu ainda não ví. Wsta anotado!
Beijos

Blog Archive