Total Pageviews

Thursday, November 05, 2015

Um mantra para chamar de meu

Assim que entrei nas aulas de yoga, fiz para intensificar um pouco o alongamento e também a minha força de vontade - pois a vontade de não fazer nada nunca é imensa.
Então não me preocupei tanto em escutar as orientações mais espirituais por assim dizer, e nem decorar o mantra do início da aula eu havia decorado.
Porém, há alguns meses tenho refletido sobre a possibilidade de encarar o lado espiritual do yoga por um prisma menos religioso e mais de bem-estar também mental num grau mais profundo, além da consciência. Isso não significa que eu acredite em nada do que passei a vida toda não acreditando, mas meu ateísmo pode se reconciliar com as evidências científicas de que há um grau de determinação dos nossos fatos da vida que se dá subconscientemente (não, eu não acho que posso mentalizar que o mundo todo será feliz, mas acho que posso mentalizar que não me afetarei negativamente pelas pessoas com quem cruzar - e está bom).
Daí que semanas atrás a professora me mandou o nosso mantra que sempre entoamos no início da prática. Ontem, antes de ir para a aula, abri o mantra no computador e treinei um pouquinho, pois tem alguns detalhes da pronúncia que acho mais difíceis, e na aula acompanhei um pouco melhor o mantra. Até aí, ok, ontem eu já estava toda me achando por estar conseguindo fazer algumas práticas com mais perfeição, e aí ela literalmente acabou com minha raça determinando posições que eu não consegui nem realizar, quanto mais, manter. Mas fui embora da aula feliz da vida por ter mexido o corpo, e não ter desistido - objetivo inicial!
E me surpreendi com o fato de que desde ontem o mantra não sai de minha cabeça, como muitas vezes a gente fica com uma música coçando mentalmente. A cada vez que isso acontece, aproveito para cantarolar novamente, na melhor das intenções. 
Meu mantra é invocação a pantajali, se alguém tiver uma curiosidade específica.

1 comment:

Cristiano said...

Já falei no blog que umas das experiências mais fodas que já tive foi em um show de hardcore e tinha um monte de hare e no meio do show a luz apagou a banda parou e todos começaram a cantar o mantra. Aquilo foi foda.

Blog Archive