Total Pageviews

Wednesday, November 11, 2015

A mesma discussão sempre volta

Consulta de rotina na ginecologista que, enquanto enfiava aquele espéculo perereca adentro, pergunta:
- Quer ser mãe, Thais?
- Quero não, porque?
- Ah porque está naquele momento propício para pensar no assunto...
- Olhe por enquanto não está nem perto de querer.
- Olha, aconselho a pensar bem.

(daí nisso eu penso, mais uma a me convencer de que minha carga genética é um presente do qual a humanidade não pode prescindir, quando):

- Eu tenho 36 e uma bebê de 9 meses. 18 meses atrás eu era MUITO mais maravilhosa que você, eu era uma médica glamourosa nos congressos dos Estados Unidos e sem culotes. Hoje eu não consigo mais parar de sentir dor nas costas de tanto embalar a minha filha, cuja carinha mal suporto olhar.

Fiz que sim com cabeça, solidariamente àquela mulher que estava lutando dentro de si mesma porque achou que queria muito uma coisa, e depois que fez, percebeu que não era por aí. Pensando que ela trabalha, ela olha para a carinha da filha menos horas do que aquelas que projetam passar o dia todo nessa função. Aquela mulher de 36 anos, gordinha e descabelada, meio agitada e nitidamente insatisfeita, é bem-paga (ao menos melhor que eu e muitas outras mulheres) e não sabe o que fazer com a própria filha, uma vez que desfazer não é uma opção.
Sempre tem alguém para me dizer que eu minto quando digo que sonho com isso. Abstraindo a imensa deselegância e cara de pau de quem julga me conhecer assim tão intimamente, queria ponderar que a maioria das mães com quem converso, quando você pergunta bem perguntadinho, não são felizes com a escolha que fizeram. Na realidade, em sua grande maioria, dizem que não pensaram bem a respeito, já que era o sonho de outras pessoas ao seu redor, e lhes pareceu mais correto sonhar junto. Porque ainda fazem isso com a gente, jeit? 
Mas para fechar o assunto, cês viram que ela me acha MARA? hihihi...

1 comment:

Cristiano said...

Me peguei em meio de uma conversa dessas com uma menina de 23 anos falando que nao queria ser mae... e bla bla bla E eu falando q era cedo ela ter esse pensamento que um dia natureza chama.
Ai passou um tempo ela solta que a mae tem um problema grave de saude e ela morre de medo do filho ter o mesmo problema.

Eu e essa boca grande.

Blog Archive