Total Pageviews

Wednesday, August 05, 2015

A dignidade do aeroporto de Brasília

Escrevo essa postagem sentada confortavelmente na praça de alimentação, onde já almocei algum combo com cara de saudável no Giraffa's e aguardo minha condução me resgatar.
Faço isso de meu notebook, pois aqui tem internet liberada por tempo ilimitado e numa velocidade bem razoável - estou alternando essa postagem com assistir a nova temporada do Bela Cozinha, meu programa predileto e do qual eu já estava sentindo saudades.
Sempre passo algumas horas por ano aqui, pois compromissos sindicais me trazem para cá - a repartição tem sua sede aqui. E sempre fico me perguntando porque é que as porcarias de aeroportos de SP e Florianópolis não podem oferecer uma internet decente e uma praça de alimentação.
Aqui ainda tem plantas, num projeto paisagístico que já vi em vários edifícios locais, que acredito se dever ao fato da imensa secura do clima. Eles tentam criar uma sensação mais agradável com o frescor das plantas, e na minha opinião adianta.
Meu voo iniciou 6h45 e por isso não penteei sequer o cabelo para viajar. Daí foi legal que, ao chegar aqui, passei pelas lojas de perfume, escolhi um e passei - sempre tento lembrar de viajar sem perfume, porque escolho algum que não conheço no tester e venho experimentando durante o trajeto - bem mais eficaz do que espirrar no papelzinho.
O de hoje ficou aprovado e vai para a lista de próximos perfumes - estou com essa nova política de usar as coisas até acabar antes de adquirir outras e tenho somente dois perfumes em uso atualmente, um verão e outro inverno (o Chance, e o Guilty, respectivamente).
Serão nove dias aqui no meio do Brazil, com uma ida rápida ao interior de SP no meio, para ser palestrante num congresso (ui). Se eu fosse séria, ao invés de gastar meu tempo com essa postagem, estava pesquisando sobre o que irei falar.

1 comment:

Cristiano said...

Boa sorte na palestra...

Tem habito de fazer?

Blog Archive