Total Pageviews

Thursday, July 09, 2015

O sol e a disposição

Sempre quando chega a essa altura do ano, começo a me sentir desanimada, deprimida, indisposta, e comumente também adoeço. 
Tenho uma dependência imensa de sol e de claridade, não de calor. Nos últimos dias, com frio e chuva, me sentia miserável, e só não fiquei ainda pior porque estava nessa da dieta, e a alimentação saudável acaba dando um up na nossa disposição - isso e o fato de que, goste ou não, o cãozinho precisa passear todos os dias. Me forcei a ter que olhar pelas janelas e encontrar a hora do dia em que a chuva dava trégua e era possível descer. Com isso, pude notar que nem sempre estava tão frio.
Hoje finalmente o Sol apareceu, e com ele, veio minha vontade de escolher uma roupa (escolher, e não me sujeitar àquelas que pegam menos chuva), pentear os cabelos (não, quem tem os quatro fiapos escorridos que eu, não penteia eles, sob pena de murcharem ainda mais) e até de passar maquiagem!
Levei quase 90min para me arrumar, entre banho, secador, escolha das roupas (foi bom porque utilizei uma combinação inédita e ainda percebi que preciso descartar algumas que não ficam bem em mim de jeito nenhum), aprontar o make e definir o penteado. Cogitei acessórios, mas ficariam over com as minhas escolhas (uma camiseta divertida da Minnie com um blazer leve azul).
Como pode algo tão singelo nos modificar tanto?
Já tive um namorado que dizia que eu era uma pessoa solar, mas acho que ele estava errado: pessoas solares carregam o Sol consigo, enquanto que eu sou tipo uma planta, alguma destas, que na ausência de sol, murcha e definha sem nenhuma esperança de viver.
Hoje fiz questão de cruzar a rua e caminhar por uma calçada pela qual nunca vou, no trajeto até a repartição, pois daquele lado, havia Sol. Fui de rosto franzido e sentindo quase-calor!
Dizem que o Sol perdurará somente até amanhã. De modos que me programarei para aproveitá-lo ainda enquanto dura!

No comments:

Blog Archive