Total Pageviews

Thursday, July 09, 2015

O que tem pro almoço? Espaguete de legumes com curry de camarão

Exibindo foto.JPG

Sétimo dia de paleo e as percepções são:
1 - "apenas" 1.5kg a menos;
2 - não havia inchaço para desinchar, ou então ainda não desinchei;
3 - fiquei esperando a semana toda aquela sensação de alívio e purificação, mas não veio;
4 - talvez eu tenha estranhado é o fato de realmente não passar fome, confundindo com o item 3;
5 - eu sempre me considerei independente do açúcar, até me dizerem que era proibido;
6 - infinitas saudades dos meus queijos;
7 - COMO as pessoas são restritas no instagram de paleo! Pra que tanto bacon, meu Deus?

Bem, eu estou sentindo falta desse frescor que vem de comer comida de verdade, salada em abundância, etc. E salada mesmo, nessa semana não houveram sopas ainda para mim, pois não consigo resolver a contento a contradição de amar sopas, mas desejar um elemento crocante para poder mergulhar nelas. Talvez chips de batata-doce, vamos ver. Amanhã comprarei coisas que me remetem ao tal do frescor: pepinos, palmitos, tomates. Semana passada não haviam no Mercado São Jorge, meu atual principal fornecedor de legumes e frutas, pois a consistência e variedade de orgânicos me fascina.
Então ontem decidi que comeria um espaguete de legumes, aos moldes daquele que Bela Gil serviu ao Zeca Camargo num programa sobre massas, com um pouco de camarões flambados, bastante coentro, curry, etc. Sentia imensa necessidade de frescor, apesar do frio e chuva lá fora. Assim o fiz, e postando a foto acima nas redes sociais, choveram perguntas, pedidos e comentários. 

Então vamos começar por um detalhe técnico, qual seja, preparar o "talharim" ou espaguete com os legumes. 

Para que eles fiquem realmente parecendo uma massinha, um utensílio culinário faz diferença. O meu, no caso é o que demonstro abaixo com uma foto da internet. Lígia perguntou se era difícil confeccionar os espaguetes, e não vou mentir: é preciso um instrumento afiado, uma mão firme, um legume grande e de preferência grosso, e uma tigela bem espaçosa, para pegar os espaguetinhos quando "caem" da lâmina. Eu quase me corto toda vez que manuseio este instrumento, pois quando o legume acaba, você está lá com toda força fazendo seus espaguetinhos, e pode ser que os furinhos furem sua mão. Abobrinhas e cenouras não são uma ciência exata, não vêm em tamanhos e consistências pré-definidos, por isso, você pode acabar se esforçando um pouco demais, ou se machucando caso não seja cuidadoso. Por isso, é necessário preparar o local: não deixar nada ao seu redor em que seus braços possam esbarrar, criar um bom espaço, escolher legumes maiores, que ficam mais fácil de estabilizar. Ontem, apoiei a abobrinha numa tábua, deitada, e fui assim tirando as tirinhas para saírem o mais perfeitas possível, e considero que fui bem-sucedida. Então, confesso que é necessário persistir, e paciência. Há quem simplesmente corte em tiras mais ou menos finas com a faca mesmo - não muda nada em termos de sabor, mas esteticamente, fica menos massinha, e mais "julianas de abobrinha"...

Estes dentinhos são afiados!


ESPAGUETE DE LEGUMES

1 abobrinha grande e grossa
1 cenoura grande e grossa

Faça as tirinhas conforme descrito acima. As cenouras, coloque em água fervente por cerca de 5min, após retire e aproveite esta água para caldo de legumes ou outra receita. As abobrinhas, apenas cuide para não chegar na sua parte esponjosa, o miolo de sementes, que não se presta a espaguete (mas pegue sim a parte branca, fica com mais jeito de espaguete!). Não é recomendado cozinhar, apenas misturar com o molho está bom - se for uma receita de pouco molho, pode-se refogar ligeiramente, com ervas e azeite ou ghee.

CURRY DE CAMARÕES

1 concha (das de feijão) de camarões limpos
2 dentes de alho fatiados
2cm de gengibre fresco ralado
2cm de cúrcuma fresca ralada
2 colheres de sopa de coentro fresco picado (talos inclusive)
1 colher de sopa de conhaque (usei Domeq)
1 colher de chá de curry ou açafrão
1 colher de sopa de óleo de coco
1 colher de chá de óleo de gergelim torrado
1 colher de sopa de shoyu
1 colher de chá de ghee (ou manteiga)
sal a gosto

Aproveitei a água das cenouras para descongelar e cozinhar ligeiramente os camarões (e ao final, me saí com um tanto de caldo de legumes+camarão, que congelei para o futuro). Refogue o alho, o gengibre e a cúrcuma ligeiramente, cerca de 5min, em fogo baixo. Adicione os camarões, o conhaque, os talos de coentro e siga mexendo, isso vai gerar uma caldinha grossa e bem rica. Tempere com o shoyu e o curry, incorpore as cenouras e abobrinhas, mexendo por 1min, e então desligue o fogo. Se considerar que precisa de sal, acrescente agora (no meu caso precisou). Ao final, adicione o óleo de gergelim torrado, e já na tigela ou prato, coloque a ghee e as folhinhas de coentro.


No comments:

Blog Archive