Total Pageviews

Monday, July 06, 2015

E se for preciso parar tudo?

Estava hoje me recordando daquele livro de Nelson Rodrigues, Engraçadinha, que também virou novela na Globo. Não vi a novela, mas li o segundo volume da obra. Em determinado ponto, a esposa traída do velho que curtia a Engraçadinha, vendo que o cara estava prestes a se desquitar dela, pára com tudo: com a raiva, com as brigas, por medo de que ele fosse embora e ela não tivesse mais a sua festa de Bodas de Prata.
Nunca me esqueci daquilo, embora não fosse o mais relevante no livro, porque conheço gente muito próxima de mim que usa como desculpa qualquer data comemorativa para adiar uma separação, uma briga, ou que volta atrás numa decisão para que não venha a público o "problema". 
Como se o problema ser notado pelo público fosse o que realmente determina, o que importa é as fotos, as pessoas vão ficando por ali: atravessadas, infelizes, psicologicamente frustradas, elas vão deixando para o momento ideal a hora de romper.
Ainda bem, desse mal não sofro. Se for preciso prejudicar o álbum de fotos por causa de uma situação que me incomoda, fodam-se as fotos, foda-se a data. A gente roda a baiana merrmo, fala o que tem que falar e é isso aí.
Ainda bem!

No comments:

Blog Archive