Total Pageviews

Thursday, April 30, 2015

O caso em que não deixo para amanhã o que posso fazer hoje

A feitura das malas e mochilas. Se confirmei a viagem, já pego a mala ou mochila e deixo à vista, e vou colocando dentro todos os itens que quero levar. Geralmente faço isso com no mínimo uns 3-4 dias de antecedência e vejo inúmeras vantagens, tipo:

1 - não corro o risco de usar uma roupa que quero levar na viagem e ela não estar lavada na véspera;
2 - vou me recordando daquilo que quero levar, e posso ir inserindo numa lista ou riscando caso já estivesse anotado;
3 - se eu tiver pouco tempo na véspera, não preciso me preocupar com isso, afinal, já deixei a mala antecipadamente feita;
4 - posso lavar alguma roupa uma roupa que usei a tempo de colocá-la na mala;
5 - posso comprar ou mesmo aproveitar itens que vou me recordando ao longo dos dias ao invés de ter que comprar chegando lá (pinças, desodorantes, demaquilantes e medicamentos são os campeões de eu me esquecer de véspera);
6 - psicologicamente, já vou entrando no clima do passeio. Se for a trabalho, sinto que é menos trabalhoso!

Lembrei de escrever sobre isso pois essa semana viajei domingo à  noite. E foi muito mais fácil, por causa dessa metodologia.

2 comments:

Valquiria Paula said...

Putss, a minha mala/mochila é feita no método totalmente contrário: Não faço hoje o que posso deixar para amanhã kkkkkkkkkk

Tem um post programado de coisas que todo mundo sabe fazer menos eu, e adivinha o que está na lista... isso mesmo, a mala rsrsrs quando sair o post te aviso, viu? Bjsss e até logo!

uaifai said...

Estou me esforçando para me tornar capaz de levar tudo o que preciso em apenas uma mochila. Ainda não consegui fazer uma viagem sem carregar um enorme trambolho. Sempre levo aquela mala gigante na paranóia de que vou precisa de algo e por isso, levo quase tudo!
Lembro-me que já escreveu sobre isso um tempo atrás. Procurei aqui. Queria ver a sua metodologia.

Blog Archive