Total Pageviews

Monday, February 02, 2015

Ainda sobre o Chile: a localização da hospedagem


Ficamos em duas hospedagens diferentes em Santiago. Fiz isso para usarmos menos transporte, ficando a cada período perto do centro ou do bairro de Providencia.
Aproveitamos muito mais estarmos perto do centro, pois ficamos mais dias, e também porque ao fim andávamos muito.
Infelizmente não bati fotos do apart para poder compartilhar bem como era o nosso hotel, mas na realidade tratava-se de um prédio com moradores normais, não turistas, com portaria normal de prédio e diversos andares e apartamentos por andar. Estávamos no andar 9.
Pois bem, tínhamos uma ante-sala, com cama de solteiro e duas poltronas, uma pequena cozinha com fogão, forno, microondas, geladeira e bancada com duas banquetas integrada com essa ante-sala, e nossa suíte, bem simples, uma cama de casal com criado-mudos e tevê, além do banheiro com chuveiro a gás, banheira daquelas antigas e nada mais.
Mas o mais legal, era que saindo do nosso prédio, entrávamos imediatamente na linda Calle Londres:



Da minha janela, eu via o inicinho da Londres


Isso era algo super bacana, todos os dias, íamos e voltávamos para o centro caminhando por elas, e quase todos os dias nós parávamos para tomar alguma coisa num bar/café que havia por ali. Apenas pelo prazer de observar nossa linda rua. As ruas são únicas na cidade inteira, nesse estilo meio belle époque (palavras que eles amam usar para definir os locais mais antigos de Santiago), e tem um ambiente tranquilo, com muitas pessoas passeando, fotografando, fazendo ensaios de casamento e outras coisas. Alguns jovens pintavam também, porque o lugar é mesmo inspirador. Só acho que poderia ter mais alternativas de bares, cafés e restaurantes, para mais pessoas poderem apreciar as ruas.
As cores da folha das ávores é ainda mais encantadora junto com os prédios e construções em tons tão neutros. 
Cheguei a pensar ficar ali, mas li muitos e muitos relatos falando mal no trip advisor. Então fiquei pertinho, paguei barato e foi ótimo.


Um acesso da Calle Paris, e a passarela ao fundo, que tive vontade de conhecer mas não tive coragem de pedir

No comments:

Blog Archive