Total Pageviews

Tuesday, February 03, 2015

A agressividade gratuita

Iniciei e deletei essa postagem diversas vezes hoje, pois não sei bem por onde começar ou mesmo continuar o assunto.
Mas o fato é que anda me incomodando, a toxicidade das coisas agressivas que leio pela internet. Coisas que as pessoas postam nas redes sociais, comentários que fazem ao final de notícias ou postagens. Mesmo esse blogue tão pequeno e tão pessoal já recebeu alguns raros comentários anônimos me gongando.
Eu não esqueci de nenhum deles, e nem do tom que foi usado. Não esqueci os palavrões, não esqueci as risadas maldosas, que vieram em caixa alta.
Iniciei o ano pensando em suavizar um pouco as minhas relações, e buscando ser gentil com todo mundo que encontrasse. Porém tem horas que as pessoas não sabem os seus limites, e eu ainda não sei mostrar o limite a elas. Com uma pessoa em especial, nivelei meu tom pelo dela, pois me pareceu ser a única forma de colocar algum limite. Funcionou, mas ao final restou a pergunta, e a suavidade?
Será que serve para todo mundo? Será que a gente deve escolher com quem vai pegar mais leve ou mais pesado?
Enquanto vou escrevendo, vou parando e pensando a cada minuto no que poderia fazer de diferente. Para me sentir menos ferida por essa agressividade gratuita. Não cheguei a nenhuma conclusão brilhante, mas me ocorreu, então, fazer um período de afastamento desse modo de se relacionar. Sem rupturas, somente preciso ver como me saio, como me sinto. 
Para isso, precisarei evitar algumas pessoas com quem convivo pessoalmente, pois nas redes sociais é mais fácil de controlar, basta deletar ou deixar de seguir. Pontualmente, me ocorreu abandonar o facebook por esses dias., não entrar. O blogue não me prejudica nesse sentido, então devo escrever (fora que agora tenho três, sendo que somente este é aberto ao público). Mas tem uma pessoa que está no meu local de trabalho, por isso, é dificílimo evitá-la. Convivemos por cerca de 3h todos os dias. E é suficiente para me atazanar. Tentarei criar estratégias para que as 3h passem mais rápido. Vamos ver. 

2 comments:

Valquiria Paula said...

A convivência em sociedade é realmente difícil. E quando somos obrigadas a conviver com gente que não nos agrada é pior ainda, como no caso de colegas de trabalho. Penso que somos obrigadas a ser, no mínimo, civilizadas com as pessoas, e até hoje não sei quem foi que criou essa obrigação. Era tão bom a época de criança, em que a gente cumprimentava quem quisesse, brincava só com quem nos interessava... é que a fase adulta não nos permite essas "criancices". Mas mesmo com essa suposta obrigação de civilidade, penso que ninguém é obrigado a aguentar situações que lhe fazem mal pelo simples fato de não ser indelicado por é isso que a sociedade espera de nós. Acredito que seu teste será muito válido, vai te ajudar a conhecer seus próprios limites e quem sabe... a aprender esse lance de mostrar o limites dos outros com relação a você. Desejo sorte! Abçs.

uaifai said...

As redes sociais me afetam muito. Mesmo pessoas com quem não tenho convívio diário. É muito ruim.
Mas já percebi que houveram épocas que atazanei pessoas e destilei meu veneno nesse espaço.
É muito difícil perceber na hora. Acho que uma crítica nessa hora, ou um puxão de orelha no particular não faz mal a ninguém. Senão, elas vão continuar errando sem se dar conta. =)

Blog Archive