Total Pageviews

Wednesday, January 28, 2015

O dia em que me livrei de mais lixo virtual

Minha casa é o retrato de aqueles programas de acumuladores no momento. Cada vez que minha família reforma sua casa, se muda ou coisa do tipo, eu herdo a mudança. Algumas úteis, tais como o sofá da sala, outras verdadeiros Frankensteins, como quando herdei a mobília atolada de cupim, e outras, como é o caso de agora, um volume assustador de quinquilharias. 
Jogos de copos para jantares que jamais darei (eles vão se quebrando loucamente agora, de tantos que são), utilidades domésticas que já possuo e por aí vai.
Ando muito incomodada com essa situação. Por mais que eu selecione, não acaba nunca a herança da mudança alheia. Já doei muitas coisas e vou doar ainda mais, quando arrumar motivação para enfrentar o volume de objetos que se mudaram para casa.
Daí que hoje, após ter dormido uma noite meio agitada na casa do namorado, baixo os e-mails e entram 21 novas mensagens. A maioria, vocês devem imaginar, são de lojas e newsletter de lugares em que me obrigaram a cadastrar um dia.
Injuriada, catei um cachinho de uvas, e enquanto ia devorando as bolinhas, fui deletando e me 'desinscrevendo' de compras coletivas, lojas de móveis, roupas, lojas online nas quais nunca comprei nada, cancelei, cancelei, cancelei.
Amanhã eu descubro se restaram muitas ainda e continuo. Sinto-me mais leve após fazer isso...

No comments:

Blog Archive