Total Pageviews

Wednesday, January 28, 2015

O anúncio

Estava com o boy ontem fazendo uns testes sobre finanças pessoais (sim estamos eu e ele comprometidos com essa meta de colocá-las em dia), quando num determinado item, ele marca que nunca faz reserva e pensa no futuro. Eu o corrijo:
- Tem sim, você tem a nossa previdência!
- Ah, na realidade, eu tenho duas, aderi também ao plano Tal!
- É mesmo?
- Sim, e ainda por cima coloquei você como minha beneficiária!
- Oi? Como assim?
- Sim, isso mesmo!
- Não acredito!
- Quer que eu te prove? 
(isso durou uns bons minutos, de interjeições para cá e para lá, até que me convenço e pergunto):
- Porque você pôs meu nome?
- Ah porque podia escolher quem eu quisesse e eu te escolhi!
- Mas porque você me escolheu?
- Ah porque se eu morrer pelo menos você ganha alguma coisa!

Corte a cena para que eu possa fazer uma síntese de minhas constatações, que até o momento foram:

1 - ele sabe meu nome completo, ou alguma Thais com nome parecido levará a bolada;
2 - ele não me conta tudo que faz, a exemplo de aderir a outro seguro de vida;
3 - ele não refletiu muito bem, pois eu trabalho, tenho minimamente para onde correr, ao passo que sua família poderia realmente precisar do seguro, além de que provavelmente isso geraria um conflito, com a família talvez querendo que eu repasse o valor do seguro em caso de 'sinistro'(sic);
4 - se ele morrer, eu perco muito mais do que ganho.

Sendo a quarta constatação a mais relevante no contexto, ainda sim estou chocada...


2 comments:

Cristiano said...

Então diga para ele: não morra.

:))

Alberto Quadros said...

gosto da maneira como escreve. Despretensiosa, do coração cá para fora, alegre. Suponho que gosta de sorrir, para quem fala consigo,sorrir para a vida. Vou seguir lendo a sua, no que escreve.
www.sonhoscomsorte.blogspot.com

Blog Archive