Total Pageviews

Monday, October 13, 2014

Filme: Faroeste Caboclo

Como sempre estou com a faísca atrasada em relação aos lançamentos de filmes, assistindo-os tardiamente. Pois bem, neste caso, aproveitei que tinha TV e assisti no Telecine. Como o Brazil inteiro já sabe, o filme é uma adaptação para roteiro da música que conta a história de João de Santo Cristo, um jovem negro e pobre que tenta vencer na vida, mudando de cidade, oscilando entre trabalhar de forma honesta (e ser pouco recompensando por isso) e se envolver com o crime (e obter ao mesmo tempo alguns ganhos e se dar invariavelmente mal). Paralelo a isso tem o romance que ele vive com Maria Lucia e seu rival e inimigo, Jeremias. O final, todo mundo já conhece.
Achei o filme interessante, sendo que João e Jeremias ficaram perfeitos em seus papéis, enquanto Maria Lucia, em minha cabeça, era apenas uma moça simples e sem muita relevância no contexto. No filme, a gente conhece ela desde antes dela entrar na vida de João, e é dado uma centralidade maior à história. O que na minha opinião empobrecia o drama de João e suas diversas frustrações, mas é talvez uma forma de mostrar como elas apareciam. Também achei que a cena do duelo, que é um grande clímax na música, ficou de forma meio 'paradona' no filme, apesar de muito tensa.
Totalmente não consegui ver as cenas em que ele é violentado, o que é sinal de que eram boas do ponto de vista de passar veracidade ao espectador. E achei linda a sequência em que retrata o início do romance de João e Maria Lucia. 
Ao final, escutando a música (achei boa a sacada de pedir para as pessoas esperarem uma última cena após os créditos, mas também acho que seria estranho demais não escutá-la ao menos uma vez no filme), foi que me dei conta da quantidade de músicas que haviam no filme. Curiosamente, não lembrava mais delas, porém pensando melhor, elas foram um excelente pano de fundo para muitas cenas.
Não acho que é um estouro artístico nem um grande destaque, mas não é uma perda de tempo assistir.
Pois não deixa de ser a história de tantos brasileiros também.

No comments:

Blog Archive