Total Pageviews

Tuesday, October 21, 2014

A sardinha já queimou nessa brasa!

Cá estou organizando evento da repartição. Palestrantes que querem 'fazer nome' resolvem não cobrar pela palestra, apenas pedem ajuda de custo com transporte e alimentação. Daí inserem um valor para este custo e não explicam de jeito nenhum se é ou não para pagar o valor que inserem, ou se estão apenas dizendo quanto custaria se cobrassem. E eu pergunto inúmeras vezes, e o cara só diz que 'devido à parceria com o órgão tal, não cobrará'.
Babe, eu já entendi que você é foda e está sendo parceirão. Já entendi. Mas você precisa mesmo me explicar se quer algum dinheiro ou não.
Daí me liga o órgão tal reiterando o questionamento, se pagaremos or not seu almoço e deslocamento. Daí começo a entender que 'os parceiros' todos querem receber um dinheiro simples, toma lá-dá cá, sem comprovar despesa, sem ser cadastrado como fornecedor, jogo simples, sabe?
Sabe de nada, inocente.
Vou ter que cadastrar dois fornecedores para emitir despesa de menos de R$200 ao total, sendo que a mim tanto fazia se ia ser R$200 ou R$4mil. Mas o que importa é que os palestrantes em nome da parceria não cobraram!
Se eu receber mais um e-mail dizendo que não cobraram, darei um piti.

3 comments:

Cristiano said...

Não cobro para dar essa opnião.

Valquiria Paula said...

Considerando que já trabalhei na repartição, também não cobrarei para ler este post, em nome da parceria

uaifai said...

Eu já desisti de um trabalho justamente porque preciso justificar os gastos com empresas que emitem nota fiscal.
Como não sai do meu bolso, para mim, tanto faz o valor. Mas eu preciso comprová-lo!!!

Blog Archive