Total Pageviews

Wednesday, August 20, 2014

Azul é a cor mais quente

Do pouco que acompanhei, achava os figurinos de Giovana um arraso, que que eram aqueles bodies que ela usava, hein minha gente? E como uma franja rejuvenesce, não?


Como não tenho mais TV em casa, não tenho acompanhado mais as novelas que no passado tanto tempo me roubavam. Mas normalmente 1x na semana, pelo menos, consigo assistir algum capítulo fora de casa ou deixo a TV ligada para escutar alguma coisa. Foi assim que tive sempre uma vaga noção do que ocorria naquela novela machista e quarenta graus de febre do Manoel Carlos, cujo enredo jamais convenceu e a única coisa realmente boa da novela, ao menos para mim, era aquele casal lésbico que nem tinha assim toda essa química. Aguardando uma novela em que o casal protagonista seja LGBT.
Bem, de qualquer forma, depois de meses sem assistir um belo dia me dei conta que as duas já estavam juntas e haviam assumido seu relacionamento. E vendo fotos do capítulo final, algo me chamou a atenção e me tocou de forma singela: ambas utilizavam a mesma cor de esmalte, o azul Frio na Barriga, que a personagem de Giovana Antonelli utilizava desde o início (e que é mesmo um belo azul).
Achei um detalhe curioso e belíssimo, pois me passou a sensação de que uma habitava o universo da outra, além da delicadeza de observar algo a princípio tão simples, como a cor de esmalte da namorada. Se pode ou não ser considerado um cuidado feminino, não acho que seja o caso, apesar de que culturalmente se atribui às mulheres dar uma 'embelezada' na vida. E reparar em cada minúsculo detalhe. Fato foi que achei aquilo muito simbólico e corri atrás do esmalte. Com a febre da novela, demorei até encontrar, mas no fim encontrei num estande, lá em São Paulo, na estação do Brás de metrô, que vendia todos os esmaltes do mundo. Pedi aquele, paguei e a vendedora me diz:
- Ah o esmalte da Giovana né?
- Isso, o esmalte do casal lésbico!
(sorriso amarelo da vendedora)
Hoje estou com as unhas pintadas desse azul que para mim ficou sendo um azul de resistência, de 10 minúsculas militâncias por um mundo mais acolhedor e menos opressor com todas as lésbicas, todas as mulheres, todos os LGBT's. 

No comments:

Blog Archive