Total Pageviews

Wednesday, April 16, 2014

Na repartição

Daí que, jogos de poder fizeram uma dança das cadeiras rolar aqui na minha repartição, infernalmente determinada por essas coisas. E uma das cadeiras que dançou foi da gerentona aqui do meu setor. Ela havia caído já na semana passada, e sexta-feira foi-se embora ao meio-dia sem grande estardalhaço. Disse que nem sabia ainda para onde ia, apenas que não chefiaria mais nada importante – como ela já foi gerentona muitos anos, ela ganha o salário de gerentona mesmo sem ser.
Daí que hoje chega no meu e-mail corporativo a notícia de que um povo aqui havia comprado uma lembrança para ela, e que caso alguém quisesse aderir à cota, era para avisar a secretária até as 12h, pois 13h30 iriam em comitiva lá entregar em seu novo setor. Juro que, rindo por dentro, pensei em dar uns R$2 na lembrancinha e considerei ir lá junto da comitiva apenas para sambar no cadáver dela, mas obviamente, nem meu precioso tempo e nem meus preciosos R$2 valem o sabor de fazer algo tão pequeno.
Minutos atrás, retorna a comitiva que lhe foi presentear: Lara Croft (subgerente), a secretária, a outra subgerente e uma chefe que ela protegia. Duas que ela protegeu no passado nem estavam na comitiva.

Neste caso, não dar R$2 e não ir assistir a decadência ao vivo, só ver notícias do mundo de lá me divertiu. Me fez lembrar do lindo filme Philomena, numa de suas falas mais lindas, em que ela diz para o jornalista olhar bem como trata as pessoas quando está subindo, pois pode encontrá-las novamente quando estiver descendo.

3 comments:

Cristiano said...

Ta ai um filme que eu quero ver...
Mas independente do como tratou a pessoa subindo qdo estiver descendo nao faz diferenca. Vao te tratar mal de todo o jeito.

Bah said...

O que sempre me disseram é que a gente tem que tratar todas as pessoas de maneira adequada, com cortesia, educação, respeito e gentileza porque vc nunca saberá quando estará descendo e encontrar esse camarada no meio da descida.

Kisu!

catarse cotidiana said...

Tratar bem as pessoas é um exercício diário. Diz muito sobre o nosso caráter!
E olha que nem considero tratar bem, com respeito, ficar melando em cima ou concordando com tudo o que o outro diz! Tem gente que só acha que que está sendo bem tratado na base da bajulação!
Enfim, para além dessa dança das cadeiras, ainda que não fosse muito amiga dela, ou chegada até, eu teria participado da comitiva em sinal de respeito.

Blog Archive