Total Pageviews

Monday, March 17, 2014

On the road again

Aqui estou eu, novamente a bordo de um ônibus, voltando a Montevideo depois de um lindo final de semana em Colônia. Adoraria fazer relatos dos lugares por onde já andei nestes dias, mas quero fazer isso com fotos, e não tenho nenhuma no iPad, infelizmente. Mas hoje vou bater uma aqui para ilustrar  essa postagem: as lindas paisagens uruguaias, sempre planas.
Compartilho hoje alguns detalhes de viajar como estou fazendo, sozinha e de mochila. No sábado, tendo chegado cedo no terminal Tres Cruces, subi e fui ao supermercado ver o que tinha(um monte de coisinhas diferentes) e comprar água. Pela primeira vez na minha vida, fui seguida não muito discretamente pelos seguranças do local. Mesmo sendo branca, loira e de olhos azuis, me vestir de forma bastante convencional, a mochila me fez parecer uma pessoa suspeita. Entre curiosa e incomodada, brinquei de gato e rato com eles, para ter certeza, e sim, me vigiavam. Jamais vou sentir na minha pele o racismo, mas tive um pálido vislumbre do desconforto cotidiano gerado pela opressão racial quando não pude circular a vontade pelo mercado.
Sobre estar sozinha, isso me tem gerado aspectos bons e ruins: o bom eh que as pessoas sentem-se mais desinibidas para conversar comigo e faço mais amizades - estou desde sábado sempre com companhia. A parte ruim eh o assédio dos homens uruguaios, um descaramento sem precedentes, cheios de me chamar na rua, falar obscenidades e de me mirar sem nenhum, absolutamente nenhum constrangimento. 
Ainda sobre a mochila, me sinto livre viajando com ela, e uma vantagem de estar com ela consiste em me restringir a trazer comigo apenas o que cabe. Já deixei de comprar de pantufas a latas de atum por não querer carregar o peso nas costas, e isso me tem feito mais atenta aos detalhes do presente da viagem, pois não poderei levar um pedacinho para o futuro. Não sei se algum dia conseguirei viajar de mala outra vez.

3 comments:

catarse cotidiana said...

As nossas contradições são uma coisa de louco: Uma hora você relata sobre a liberdade e as maravilhas de viajar com pouco peso, apenas a mochila. No outro, as dificuldades justamente por ter optado por viajar carregar tão pouca tralha. =)
Já está melhor?
Beijos

Nanda Silva said...

Adorando como sempre seus relatos da viagem, e você melhorou??? Beijo

Bah said...

Ai que delicia! Queria muito poder viajar de mochilão assim... Sozinha ainda acho um desafio, mas não tenho medo, pelo menos não de lugares que são considerados "seguros" rs... quero mto mto mto ver as fotos!

KIsu!

Blog Archive