Total Pageviews

Sunday, February 16, 2014

A saga do carro

Como meu carro é novo e ainda tem garantia, encostei ele na concessionária há três séculos atrás. Primeiro a seguradora não concordou com o orçamento deles, mas graças ao meu querido amigo e corretor (na verdade, o querido casal Greycy e Juh, meus amigos atenciosíssimos e que recomendo a quem se interessar), no fim ficou tudo bem.
Fui ontem retirar o carro, e descubro que... Consertaram somente a traseira. Sim, meu povo, a frente está igual ao dia da batida!
Depois de mil discussões na funilaria, ligo para meus super-heróis, que dizem que posso retirar o carro: só devo pagar a franquia parcelada, pois essa história vai render um pouco mais e pode ser necessário um estorno daqui uns dias.
Bom, será pelo visto mais uma semana a pé. Vocês não têm ideia da falta que me faz esse carro quando não estou na repartição.


***

Outro detalhe curioso: na quinta-feira, me liga uma guria da Dimas, me lembrando que preciso fazer a vistoria. Gargalhando, explico a ela que meu carro está há três semanas na funilaria da Dimas por conta de um sinistro. E que assim que o conserto for providenciado por eles mesmos, eu agendo a vistoria para eles mesmos fazerem. Ainda me ameaçou alertando que se eu não a fizer até 31/03, perco a garantia. A ousada.


***

Meu carro reserva, que usei durante 7 dias, foi um Uno Vivace. Mil anos melhor de dirigir que o meu, com certeza absoluta na próxima troca voltarei a um carro Fiat. 

3 comments:

Cristiano said...

Ow os processos das empresas sao muito separados... para ela cobrar a vistoria de um carro que ta la.

Liu said...

Minha tia costuma falar que tem carro que a gente simplesmente não tem sorte mesmo. Ela teve um carro, certa vez, que ficou no prego, bateu, caiu em buraco, enfim, aconteceu tudo que podia e que não podia.

Bah said...

Acredito piamente em urucubaca em carro.Melhor é trocar mesmo.

Kisu!

Blog Archive