Total Pageviews

Tuesday, January 14, 2014

Engulhos

Hoje resolvi almoçar na padaria da esquina: cobram o preço de quem serve uma experiência gastronômica de alto nível, enquanto servem no máximo uma comida honesta. Mas é melhor que o morte-lenta aqui da repartição, eu estou sem feijões prontos em casa e preciso de comer arroz com feijão alguns dias na semana para minha absorção de ferro.
Arroz integral, feijão vermelho, farofa, brócolis, couve-flor, cenoura, alface, rúcula, beterraba e uma carne. Aparentemente, um bife assim ensopado. Peguei dois pedacinhos que, juntos, formariam o tamanho de um bife pequeno.
E então, já servida e quase terminando de comer, me veio uma coisa na cabeça: aquela carne macia, com as fibras tão soltinhas, cortadas em pedaços irregulares, pequenos e finos...poderiam ser línguas!
Será que eu comi língua? Eu não gosto de língua! Eu não sei nada do gosto da língua, só sei que partes estranhas de bicho, em geral, não como nenhuma. E estou aqui morrendo de dúvida de se comi língua ou não, e ligeiramente enjoada por isso. Tive medo de perguntar se era língua mesmo: vai que era? Daí eu vomitava. E se não era? Daí passei a tarde de hoje enjoando à toa.
A carne tinha gosto bom. O que me mata é pensar que pode ser que masquei uma língua. Desespero!

2 comments:

Cristiano said...

hummmmmmm lingua eu bom... e se vc gostou de lingua vc come dobradinha e se vc come dobradinha vc come buchada... :P

Nay said...

HAHAHAHAHA! Me lembrou uma sacanagem que minha mãe fez com um primo que morou conosco uma época. Cozinhou língua e disse a ele que era carne comum. Ele comeu, repetiu, lambeu o prato. Após isso, fã de língua.

Discordo do Cris. Gosto de língua (desde que muito bem feita) mas detesto dobradinha. Só em 1 restaurante peguei um pedacico pq tudo que servem lá acho ótimo e neste, tolerei essa experiência.

Blog Archive