Total Pageviews

Monday, November 04, 2013

Projeto Money For Nothing - Semana 4

Semana de deslize. Eu sei, eu sei, eu não deveria tê-lo cometido. Também fiquei arrependida! Na segunda-feira, uma amiga marcou um jantar comigo para combinarmos detalhes de nossa viagem a São Paulo, e fomos num rodízio de sushi. Estava ótimo, custou R$59 e eu fiquei feliz de ter ido. Depois, fiquei chateada de ter gastado o dinheiro, e cheguei à conclusão de que não deveria ter ido na semana passada sozinha, e sim esperado a oportunidade de ir acompanhada! Além disso, não consegui ficar a semana toda sem ir ao mercado: acabou meu produto de limpeza tira-manchas (para o qual ainda não obtive solução caseira eficaz) e eu precisava dar um jeito numa mancha. Aproveitei para comprar três mangas e cinco maria-moles de maracujá, tendo gasto com isso cerca de R$8,00, o que sempre me faz sentir um certo pesar. Na quinta-feira, eu tive um date, e custou R$7,50, e na sexta-feira, um desejo imperioso por um lanche daqueles bem fuleiros de lanchonete me fez gastar R$8. Para terminar a lambança, era tempo de abastecer o carro, e lá se foram R$50!
Em diversos momentos, na semana passada, eu senti que estava cansada de dar murro em ponta de faca, doida para mandar meu projeto definitivamente para os infernos e ir administrando a tragédia como sempre fiz. Sempre deu tudo certo no final, pensei. Mas aí aos pouquinhos me lembrei que no caminho até o final onde dá tudo certo, eu passo por perrengues, por pedir dinheiro emprestado, por inseguranças, e que isso não deveria ser a marca da minha vida. Se solteira, sem filhos e nem responsabilidades financeiras graves na vida eu não consigo poupar meu dinheiro, quando vou conseguir? Tem que ser agora.

Daí que o final de semana foi rígido, sem nenhum gasto extra, apesar de ter sentido vontade de comprar um sem-número de coisas – todas de comer, para variar. Mas tive presença de espírito de esperar uns minutinhos e ver que vontade é, mesmo, coisa que dá e passa. Estou oficialmente sem vale alimentação pelos próximos nove dias, o que me deixa meio insegura (pensar que posso até não ter dinheiro, mas sempre vou ter o que comer, é algo que me deixa bem). Vai ser uma semana de aproveitar tudo aquilo que jaz em meus depósitos, e posso garantir a vocês que se passaria um mês inteiro antes de eu poder dizer que estou passando fome. É engraçado também ver tudo que eu compro, quando na realidade só consumo sempre os mesmos itens. 
Por fim, tenho uma viagem nesse final de semana para uma cidadezinha aqui perto. Estipulei um orçamento para ele, e vai ser um desafio pequeno me ater. É um treino para São Paulo, com tantas mais tentações de gastar dinheiro.
Saldo da semana passada: R$117,50, sendo que somente R$50 eram realmente necessários. R$67,50 de gastos supérfluos numa semana é muito menos do que eu costumava fazer, mas ainda é muito para quem quer sair de onde está. O hábito de não gastar dinheiro o tempo todo é difícil de instalar, mas eu prefiro acreditar que estou no meio do processo.
Tarefas da semana: não ir ao supermercado, não fugir de meu orçamento para o final de semana, levar meus boletos de condomínio na imobiliária, pois há um valor a ser ressarcido pela proprietária. Boa semana!

2 comments:

Cambaxirra said...

Porque será que a comida faz isso com a gente? Eu também, quando quero gastar menos, acabo "apertando" nos extras culinários. Ô tentação!!!
Quanto a ir comer desacompanhada, eu exatamente para não cair na tentação de gastar mais do que devo, criei uma regra: não saio para comer sem companhia nunca! Isso ajuda bastante pq eu controlo quando acho que não devo gastar e sempre quando saio e gasto um pouco mais, faço valer mais a pena!
Mas não desiste, não, quando a gente consegue organizar as finanças faz um bem danado, não só pro bolso, a alma fica mais leve também, hehehe.

Beijo!

Bah said...

Melhor coisa da vida é comer, me desculpe auhauaau mas é preciso ir com moderação rs

Kisu!

Blog Archive