Total Pageviews

Monday, November 18, 2013

B.

Querido,
Você me rejuvenesce. Você com sua barba macia, seu sorriso impecável, aquela fileira de 32 pérolas brilhantes e branquinhas (e que agora me fizeram lembrar de Os Dentes de Berenice), seu cabelo espetadinho que levanta na parte de trás de manhã. Você com seu sotaque xaropentinho de paulista, que em você fica até gracinha, seu jeitinho doce de conversar comigo e de me convencer a ficar mais meia horinha. A sua casa, toda descolada, toda bonita e toda moderninha, é a sua cara, bem como todas aquelas tatuagens que você tem espalhadas pelo corpo. Você é divertido, leve, me faz feliz só de lembrar que existe e tem um sorriso encantador – já falei dele?
Você me deixou indignada ao acordar ainda mais gato do que foi dormir, com sua bermuda e camiseta de corrida, seus óculos que escondiam os olhos lindos mas davam ainda mais evidência à perfeição do seu sorriso. Gente, que sorriso é esse. Se um dia eu for ter filhos, você aceita ser o doador de esperma? Porque essa sua horrorosa mania de pensar que legumes são veneno e a promessa de que faria ânsia de vômito se eu te oferecesse algum, eu resolvo no bebê. Desentorto o pepino de cedo e ele come legumes com os 32 dentinhos lindos e branquinhos que você deixa de herança para ele. Moreno, que mau humor desnecessário quando com sono, quase que não te reconheço no carro. Mas reconheci que você se policiou para mudar assim que fiz cara de quem não estava mais aturando tanta reclamação do trânsito.
Lembrei de te dizer antes de ir embora que o seu quarto é uma gracinha, cheio de detalhes interessantes e que falam muito sobre aquilo que você gosta e faz da vida. Mas esqueci de dizer que seu nome é lindo, combina com você, com seu jeito todo especial e com esse seu sorriso lindo e brilhante. Não é nada complicado de dizer, e eu já inventei duzentos mil apelidos para você e seu nome lindo, mas morreria de orgulho dizendo ele para o mundo, enquanto conto sobre o sorriso de derreter as calotas polares que você tem.
Quero que você saiba que eu passaria mais duzentas horas como aquelas que passamos, se você me prometesse que sorriria para mim de vez em quando. Te falaria e te ouviria sem nem prestar atenção no conteúdo, porque o que mais me encanta é sua boca se mexendo e o som de sua voz, e eu mais te assisto falar do que de fato te escuto. 
Por você, em 30seg tomei uma decisão da qual abrira mão há anos atrás, e não tive crise nenhuma em demonstrar para os outros que eu não estava disponível para ninguém, porque eu estava ocupada com você – e esse foi o único motivo pelo qual eu não estava disponível para ninguém. E quando você passou a mão pela minha cintura, me ajudando a montar o cenário, senti que tinha chegado num lugar adequado para mim, como há tempos não sentia ser. Essa sensação só aumentou quando você segurou minha mão ali adiante, enquanto eu te levava para conversar num lugar mais calmo e respondia com a maior segurança do mundo uma série de ‘sim’s que definiram de forma irreversível a minha trajetória. Essa sensação aumentou ainda mais quando você segurou minha mão outras vezes dali em diante. 
Tudo aquilo que poderia ser errado, apenas com você parece certo, porque você consegue demonstrar em segundos uma doçura e uma forma de se dedicar que não estão mais dando sopa pelo mundo. Você é raro, e se tem uma coisa que eu sei perceber quando eu vejo pela frente, é quando estou diante de uma relíquia, de uma preciosidade. Você é a preciosidade pela qual a minha vida inteira é de certa forma limitada, porque é justamente por saber que gente assim feito você existe é que eu não abro as portas de mim mesma para qualquer padrão mediano por aí.

Assim, caso daqui a pouco você seja decepcionante ou mesmo diferente, ao menos você me serviu para me lembrar de que eu gosto mesmo é de gente que sorri escancarado, abraça apertado, beija sem pressa e se desdobra em pequenas e lindas atenções. E, antes que eu me esqueça de dizer: seu sorriso é mágico, encantador e me deixou obcecada.

4 comments:

Cristiano said...

Esta amando? ;-)

Valquíria Paula said...

Uiiiii... fiquei um tempão sem entrar por aqui e quando volto: Cheia das novidades, hein? Gostei, garota. Arrasou!

Nanda Silva said...

ahhhhh que lindo!!!! bela descrição, belas palavras!!! :)

Bah said...

Hmmmm sinto borboletas andando nesse blog!

<3

Kisu!

Blog Archive