Total Pageviews

Tuesday, October 29, 2013

Projeto Money For Nothing - Semana 3!

Amiguinhos, a terceira semana foi longa. A repartição levou vários dias a mais do que costuma levar para calcular nossa folha de pagamento, e esse mês especificamente era de muito suspense, uma vez que todos queriam saber quanto ficaria sendo seu salário depois da greve, da negociação coletiva e tudo mais. Bom, em minha conta bancária, sem entrar em valores anteriores e atuais, entrará cerca de R$700 a mais neste mês. Fui lá, juntei isso com as contas do mês e fiquei chateadíssima ao descobrir que ficarei em menos de zero, devido à fatura alta do cartão de crédito. Mesmo tendo parado de utilizá-lo há mais de quinze dias, ainda assim veio um valor alto, reflexo de outras coisas que comprei em momentos anteriores. A boa notícia é que com esse incremento extra, vou pagá-la integralmente, sem necessidade de parcelar. A má notícia é que, para não correr o risco de ficar sem dinheiro no meio do mês, vou ter que pagar com o cartão de crédito as faturas de luz e internet (são valores baixos, cerca de R$110 somadas). Daí que com isso e a viagem de São Paulo, terei uma fatura alta novamente em novembro! Porém, mesmo assim, muito menor que a deste mês em que se avolumaram os gastos. Minha meta, absolutamente possível para o mês que vem, é limitar esta fatura à metade do que veio neste. Poderia ser menos, mas ainda tem alguns gastos parcelados que vão continuar vindo, portanto, considerando que estas contas já foram feitas, preciso entubar esse prejuízo e minimizá-lo a partir de agora. Freio de mão puxado até 20 de novembro, com um específico momento de frouxidão planejada no feriado.
Na quarta-feira, eu viajei para Gothan e minha mãe me prometeu financiar o combustível (e cumpriu). Ocorre que eu já estava com o tanque a menos de metade, e por isso, quase chegando, já em Piçarras, piscou a luz da reserva. Parei num posto, abasteci com R$15 e pedi para passar R$20 para poder pagar o pedágio (que raiva, esqueci de levar as moedinhas). Quando cheguei, estava justamente ligando a luz da reserva de novo. No dia seguinte, para voltar, ganhei um tanque cheio, e com isso, tenho mais uma metade para poder circular com o carro sem essa preocupação por mais uns dias. Em geral eu uso meu carro pouco, pois venho a pé para a repartição, mas estou fazendo diversos exames por causa do meu acidente e andando mais com ele devido a isso. E para não dizer que não lidei com extremos nestes dias, comunico à minha dileta audiência que depois de dois anos sem saber o que é isso, essa semana fiquei menstruada (eu uso pílula de 28 dias). A pílula custa R$50 a cartela, e eu não estava disposta a comprar. Retornarei com ela no dia 15, quando meu vale alimentação cai com valor ‘cheio’ na conta e posso comprar na farmácia que o aceita.
Na quarta-feira também encontrei uma amiga que costura roupas sob encomenda, e eu havia encomendado há mais de mês atrás, antes do Projeto, uma saia com ela. Me comprometi com isso e cumpri, estou com a saia que me custou R$45 e provavelmente virará um item mandatário em minhas semanas, porque ela é exatamente do jeitinho que eu gosto: estampada, rodada e fluida. Não me vejo aderindo às modas de saia justinha que têm sido lançadas, sou apaixonada por saia rodada! E assistindo o primeiro episódio de The Carrie Diaries, adivinhem o que tinha? Uma saia i-gual-zi-nha!
Na sexta-feira, uma amiga da repartição anunciou que estava vendendo trufas a R$2, e em geral eu sempre compro essas coisinhas para ajudar as colegas. Mas não dessa vez, que estou comprometida com meu projeto e sofrendo cada vez que tiro dinheiro do bolso!
Para terminar, o balancete da semana: comendo sushi no restaurante, viajando, e comprando minha saia, meu orçamento foi de R$120 (gastei R$1 de estacionamento para buscar minha CNH e R$4 numa cocadinha de beira de estrada). Teria sido R$280 se eu tivesse ido ao restaurante que costumo ir, comprado minha pílula e pago meu combustível para viajar. Nem vou entrar no mérito que não estou saindo para comer nem pedindo comida pelo telefone, pois isso não é gasto previsto. De forma que fui mais econômica que seria num mês ‘normal’, mas considero que a próxima precisa ser diferente.

Tarefas da semana passada: cumpridas! Tarefas desta semana: não fazer compras no supermercado (aliás, nenhuma compra, mas economizar o vale um pouco também), abrindo um espaço maior no freezer e despensa que andam regurgitantes de comida e aprendendo a me virar nas adversidades. Oremos.

5 comments:

Nanda Silva said...

Menina, parabéns, estou precisando controlar meus gastos também e mesmo que eu não tenha cartão, se a carteira estiver com algumas moedas, elas literalmente somem. Beijocas

Taís Moreira said...

Alguém tinha q ter postado ontem no blog e se esqueceu... ;)

Taís Moreira said...

Quero ver foto da saia!

annarraissa said...

vou copiar o projeto, vai ser o jeito :]

Bah said...

Continue assim, determinada e focada rs

Kisu!

Blog Archive