Total Pageviews

Tuesday, October 01, 2013

Gente que me dá preguiça

Minha geração foi criada assistindo Malhação e comédia romântica e isso produziu efeitos devastadores em suas formas de se relacionar com o mundo. Porque essa minha geração se compadece de você caso você diga que está sofrendo por amor, mas é incapaz de se compadecer de um professor espancado pela PM no Rio de Janeiro. Aparentemente, há solidariedade de sobra para o caso de você querer 'abrir o coração' e falar do último mimimi da semana, em que o namoradinho não lhe deu a atenção necessária no dia em que você 'mais precisava' (não raro, era uma briga familiar, uma cólica ou uma queda de pressão). Não há solidariedade para o fato de que minha categoria sofre mais de 17 anos de perdas salariais e está há mais de 20 dias em greve.
Num mundo em que o seu drama individual e particular toma proporções tão agigantadas, é difícil mesmo a pessoa ser feliz ao se relacionar. Afinal, ninguém gives a fuck com o seu coração 'partido' (sic) ou com a sua cólica menstrual. Nem acho que se deva fazer disso mais do que é. Persigo uma vida em que meus dramas individuais estejam integrados ao drama do mundo, porque não quero superá-lo individualmente - quer dizer, claro que quero meus problemas individuais resolvidos, e ter minha individualidade, mas não quero jamais esquecer o quão pequenos eles são diante de tudo. De todo mundo, e de todas as coisas que precisam ser mudadas, resolvidas, melhoradas. E fico genuinamente incomodada com gente que só consegue enxergar o que acontece consigo, numa esfera tão microscópica e insignificante que não consigo entender o porquê de tanto estardalhaço. 

2 comments:

Cristiano said...

Tb me dá preguiça sim.

Bah said...

É aquela coisa do "cada um com seus problemas"....

KIsu!

Blog Archive