Total Pageviews

Sunday, September 29, 2013

Algo que me intriga e revolta

Ontem enquanto eu fazia minhas compras, fui lá para o eloorme setor de hortifruti do mercado. Sem dúvidas, é o que ocupa mais espaço, tem pelo menos uns dez corredores, arrumados em 'quadras', cheios de hortifrutis.
Me intriga e sempre fico curiosa pensando: como é que eles conseguem juntar tanta fruta e verdura judiada junta? Porque não é brincadeira, as cebolas parecem que apanharam uma surra! E o que deu no mamão, que vive cheio de pintinhas? Catapora de mamão? E aquele cesto cheio de mangas todas verdes? 
Sério mesmo, porque todo supermercado vende aqueles legumes e frutas tão xexelentos? Alguém consegue comprar lá?
Duas vezes na semana, tem uma feirinha na praça em frente ao meu prédio. E lá, apesar de nem sempre me servirem pimentões coloridos, eu sempre encontro os básicos com cara de quem não apanhou no caminhão antes de vir para a feira. Custa menos. É melhor.
Mas eu tenho uma feira na porta de casa, e quem não tem? Compra no mercado mesmo? Como faz para escolher no meio daquele monte de comida judiada meia dúzia de batatinha?
Geralmente, compro no mercado aquelas coisinhas que vêm em bandejas e parecem ter tido mais critério na escolha e manuseio: tomates cereja, uvas, morangos, maçãs orgânicas, salada higienizada. Mas nunca consigo tirar uma fatia de melancia, um abacate, umas quatro cebolas. Porque será?
E eu poderia botar o defeito nos lugares onde vou, mas enquanto freak de supermercado que vai em vários, posso atestar que é tudo naquele mesmo nível merda. Por distração, os meus são: Bistek Avenida das Torres, Angeloni Capoeiras (costuma ter umas coisinhas menos piores, ainda que longe de boas) e Imperatriz Canasvieiras. Eventualmente vou ao Angeloni de Criciuma, de Tubarão e o de Gothan City (ops Joinville) que fica na rua da rodoviária. Tudo o mesmo 'tratamento' com as coisas.
Como lidar? Existem técnica para escolher essas coisas no mercado? O que você faz aí em sua cidade?

5 comments:

Liliane de Paula said...

Sabe que nem prestei atenção nas frutas, folhas amassadas? E como isso em Supermercado, sempre.
Mas penso que não há outro jeito de chegar ao consumidor.
Com estradas péssimas a viagem tem que ser sacolejante.

Rotolone é uma massa recheada com queijo, como molho a nossa escolha e que compro num restaurante italiano aqui de perto.

Sim, meus aventais são lindos(risos).
Acredita que o que uso não é o que faço? Uso um que tem uma Mulher maravilha.

Cambaxirra said...

Olha, meu deus do céu, nem sei o que comentar sobre isso... por aqui é tudo "a treva", e eu pareço uma doida, fico horas escolhendo a dedo as coisas, e nem sempre tenho sucesso. Mas posso dizer que nos supermercados da rede Zaffari as coisas são um pouco melhores, ainda bem. Procuro comprar sempre lá. Eu não costumo comprar coisas orgânicas ou dessas que vêm nas caixinhas (exceto o tomatinho cereja, porque aqui eles só são vendidos assim no supermercado) porque são muito caros, e pelo menos aqui, nem sempre têm uma cara boa também. Mas é complicado, ainda mais para quem não vive sem a salada de cada dia...

Beijo!

Cambaxirra said...

E, menina, como é que tá seu joelho??? Eu morro de medo de moto, prefiro atravessar a cidade a pé do que subir em uma!

=/

Cristiano said...

É o tempo doido...

Vou com paciência pegando os mais bonitinhos.

Bah said...

Eu só compro legumes, verduras e frutas na feirinha que tem perto de casa, pq além do mercado ser pela hora da morte, nem sempre elas estão boas.

KIsu!

Blog Archive