Total Pageviews

Wednesday, August 07, 2013

A parede iniciando a ser feliz

Havia um tempo que eu vinha guardando uns postais lindos que sempre recolho no Café François, sobre o qual até já falei aqui. São imagens das guloseimas que eles servem lá, e que eu tinha a ideia inicial de colar na minha geladeira. Domingo aproveitei uma passada na livraria para comprar o presente do meu pai e comprei essa famosa fita banana, também chamada de fita dupla-face, e fui-me embora para casa. Eram seis postais, sendo que dois eram iguais. Resolvi então usar só cinco, mas não mais na geladeira, e sim, na parede da sala que corresponde à minha área de ‘jantar’, com a mesa e as cadeiras. Primeiro, fiz uma espécie de mosaico, dois em cima, dois embaixo e um no meio. Achei que ficou estranho, amador, e tive então uma outra ideia.
Cavocando em meu baú de tesouros encontrei esse quadrinho que eu mesma fiz há três anos atrás, quando freqüentava minhas aulas de artesanato em madeira. Esse quadrinho foi feito quando eu já havia adquirido alguma técnica, pois apesar de parecer simples, exigia uma certa destreza para fazer os detalhes: a maneira de aplicar o pôster, as camadas para dar o efeito provençal (que vocês não vão enxergar na foto pela distância), e a aplicação do efeito vitrificado. Mas esse post não é sobre as técnicas de artesanato em madeira, é sobre a nova parede da sala. Achei que ficaria mais mimoso se eu colocasse todos os postais na vertical, com o quadrinho de lado. Gastei todo o meu rolo de fita na primeira aventura: uma tira de 5cm no verso de cada postal e umas 6 de 10cm no verso do quadrinho (ele não vinha com aquele suporte para pregar). Eu tenho mais um quadrinho, igualmente fofo e mimoso, de um chef gordinho, e foi por isso que ficou aquele espaço ali, ao lado direito da chefzinha.
Mais de pertinho, as imagens inspiradoras para minhas refeições

O resultado, apesar de parcial, é imediato: fico passando por ali pela parede e sorrindo para ela. Estou há quase dois anos nesse apartamento e as paredes da sala continuam praticamente nuas, o que considerei um absurdo sem tamanho! Mais absurdo se eu pensar que os quadrinhos estavam há anos guardados comigo, e os postais há meses!
Isso ainda me fez pensar em outra coisa: minha mesa da sala de jantar é um hotspot, provavelmente o maior lá de casa. Vive cheia de papéis, objetos, casacos pendurados nas cadeiras e um longo etc. E eu nunca, nunca mesmo, como à mesa. Como no sofá, às vezes até no quarto, mas nunca à mesa. Então hoje de manhã, enquanto preparava meu café, ia me decidindo a mudar isso. Não fazia sentido eu decorar uma parede para a qual eu nunca fico de frente, certo? Afastei os objetos de lado, e tomei meu café da manhã ali. Resolvi que agora preciso organizar a mesa em definitivo, e deixar ali o meu lugarzinho fixo para as refeições. Cumpri a tarefa ontem à noite, deixando tudo arrumadinho para eu sempre comer ali. Daí que disso já se derivaram outras necessidades: um jogo americano, de repente, pendurar as bruxinhas belgas que ganhei de presente (uma já foi), encontrar o outro quadrinho para pendurar, colocar meu porta-guardanapos na sala porque eles são todos lindos e ajudam a enfeitar, continuar preenchendo a parede ao lado, emoldurar minha foto do Chaplin, e a fita banana foi pouca e vou precisar de mais uns três rolos. Eike emoção!
Ah, sobre a fita, preciso dizer que ela é bem forte mesmo. Eu errei um pouco quando apliquei os postais e quando retirei da parede, deixou marcas! Mas considerei uma solução excelente, ainda mais nessa vida de apartamento alugado em que cada furo é uma decisão tão importante. 



Sim, ficou tortinho, mas sabe porque eu não ligo? Porque coisas feitas à mão são assim mesmo! :)

3 comments:

Cristiano said...

Vou usar a sua frase no final com minha esposa qdo ela criticar minhas feiturias manuais la em casa.

"Ficou torto mas coisa manual é assim mesmo!"

Ficou bunitin... :)

Gisa said...

Achei que ficou super legal.
Tinha ficado super curiosa com essa tal "fita banana" hahaha Por que "banana"??

hahaha

beijocas!

Bah said...

Genial! Adorei!

Kisu!

Blog Archive