Total Pageviews

Wednesday, April 03, 2013

Alguém conhece a Carrie Bradshaw?


Carrie, minha cara, você nem imagina isso, mas você mudou minha vida em alguns aspectos. O primeiro deles, preciso te dizer, é que depois de você eu passei a sonhar com um cabelo bem cacheado e cheio de volume como o seu. E sim, você tem toda razão, roupa bonita está ali para ser usada, o tempo todo, em qualquer ocasião. E nós devemos tomar muito cuidado para não julgar as nossas amigas, pois elas são adultas, e ter mais cuidado ainda para sermos disponíveis para elas. Agora, tem uma coisa que sempre discordei de você: tenho certeza que você deveria ter se casado com o Aidan, e não com o Big. Sempre achei Aidan mais meigo, mais apaixonado e comprometido com você – e sempre achei que Big não conseguiria te satisfazer emocionalmente, embora ele fosse charmoso e também gostasse de você. Sempre achei que você merecia mais, que você merecia um cara que te incluísse nas coisas dele, que te levasse a conhecer sua casa no meio da floresta, comprasse um apartamento para vocês viverem juntos e insistisse para que você, finalmente, parasse de fumar. Discordando de mim, você voltou de Paris diretamente para o seu ex bonitão e complicado, que da primeira vez que disse que te amava, o fez de uma forma tão crisenta que me deixou com raiva dele – como podia um quarentão a essa altura da vida não assumir que amava você?
Quando no primeiro filme ele entrou em crise ao pensar que ia passar o resto da vida com você, eu odiei ele mais uma vez, por aquela doentia necessidade de reafirmar sua individualidade. Sério, isso me cansava, porque você não era exatamente uma coitadinha que só ficava na cola dele – você trabalhava, saía com suas amigas, fazia um monte de coisas, e a individualidade de ambos estava preservada. E quando no segundo filme você reencontrou seu ex, tão feliz com sua vida de homem de família, sabia que você se perguntava se não poderia ter sido você. No final, você me convenceu de que sua história realmente não era com ele, e que você estava satisfeita com a relação que tinha. E eu me conformei, como expectadora que sou.
Agora, Carrie, me aparece aqui por essas bandas um Mr. Big todinho, com essa loucura de que a sua Carrie estava cruzando fronteiras perigosas. Sem limusines, sem altares ou mesmo traições no meio do deserto, me vejo, feito você, na escrivaninha pensando em como expressar o que lhe vai por dentro. Eu e meus cabelos escorridos e sem volume ficamos aqui, pensando, que horas será que vai chover lá fora e Aidan vai vir com seu labrador nos dizer que vamos tentar fazer as coisas darem certo. Porque eu prefiro Aidan, sabe, por ele ser descomplicado, sem firula, sem tanto mimimi. Mas choveu foi Big em minha horta, e não sei o que fazer para adequar minha realidade. Não sei se, como você, teria anos de tentativas e erros para me convencer de que no fim deu tudo certo. Não sei se devo me jogar em águas tão turvas para tentar nadar nelas, porque algo me diz que as loiras de cabelo crespo são mais bravas que as de cabelo liso. Principalmente, não sei se a vida real aguenta um casal tão intenso como Carrie e Mr. Big, sem o glamour da limusine e de Nova Iorque. Talvez eu devesse assistir todas as temporadas novamente, mas o site que eu baixava os episódios te tirou do ar.
Talvez eu deva comprar o box. Não sei. O que você me aconselharia, se pudesse? 

4 comments:

Lari e Dé said...

corra para as colinas fortemente e já.

Se bem que, bem resolvida do jeito que você é, eu sempre achei que vc combinaria mais com o Big :)

Its up to you...

Cambaxirra said...

Nossinhora!
Quem nunca teve um Mr. Big na sua vida, que atire a primeira pedra. Inclusive, posso dizer (sem nenhum orgulho, claro) que foi exatamente esse o apelido "nem tão carinhoso assim" que o moço que acabou de me jogar da escada recebeu, apesar de não ser quarentão, mas ter muita coisa semelhante com ele. :/
Tu sabe o quanto eu estou, no momento, estragada (seria o termo correto???) para dar algum conselho sobre isso, mas deixando os atuais tropeços de lado, também acho que tu parece ser resolvida o suficiente para encarar um Mr. big, só não deixe que ele lhe envolva totalmente com seus tentáculos de polvo, porque aí depois, é mais difícil se soltar.
No final das contas, eu não poderia julgar Carrie porque eu também sempre, desde o primeiro momento, fui completamente enfeitiçada pelo Sr. John. :)

Drinha... said...

Ah, eu jurava que vc escolheria um Mr Big... Acho vc tão prática, mas vc engana que é uma beleza hein??? kkkkkkkkk
Amei o Post, amo esta série, e sinceramente compra o box sua boba!!!!!

bjs

Neanderthal said...

Compra! Compra!
Adoro ter os boxes dos meus enlatados preferidos!

Blog Archive