Total Pageviews

Tuesday, March 26, 2013

Projeto BCK: dias 1 a 6


Dia 1: Registre as vantagens de emagrecer. 

Fazer um cartão, com as vantagens que eu considero mais importantes. Tive que responder um questionário com possíveis vantagens e classificá-las por importância antes de fazer o meu. Minha lista de 7 itens contém:

1 – não agravar minha lesão na coluna (que aliás, voltou a doer);
2 – sentir mais disposição (tenho muita sonolência);
3 – voltar a usar roupas que não estão cabendo;
4 – diminuir meu colesterol e triglicerídeos (andavam meio alterados);
5 – me sentir bem com qualquer roupa (não ficar escolhendo roupa que emagrece, sabe como?);
6 – não ficar envergonhada pelo meu peso ou aparência;
7 – provar que consigo realizar uma coisa se eu quero (era disso que eu falava lá em cima sobre os músculos. Tem um elemento subjetivo de me sentir vitoriosa ao realizar o que propus).

Eu preciso ler ele duas vezes ao dia, em horários pré-estabelecidos por mim. No meu caso ficou sendo às 14h no trabalho e às 19h em casa, horas perigosas para mim. Mas além disso, com o tempo eu vou ler sempre que surgir uma crise repentina de vontade de comer. Também tenho que listar como vou me lembrar de fazer. Eu adicionei um evento no outlook aqui na repartição para eu ler às 14h (já pula o evento com as listas) e em casa eu programo o celular. Mas acho que dá mais certo eu usar meu e-mail pessoal, e quero investigar se o gmail me manda lembretes no horário que eu pedir, assim eu não corro o risco de esquecer de programar o celular.

Dia 2: Escolha duas dietas razoáveis.

Aquela que você começa, e aquela para a qual você vai mudar se a primeira der errado.
A minha principal é uma síntese entre uma lista bem completa de grupos alimentares que preciso incluir nas refeições(da nutri), daqueles que não entrarão, com o cardápio de minha escolha. E um detalhe nada mínimo: o último carboidrato refinado do dia é consumido até 18h. Vocês querem minha lista? Não acredito que sirva para quem não tem uma alta intimidade com as panelas e os ingredientes, mas quem cozinha legal e conhece minimamente os legumes pode se beneficiar dela.
A minha secundária eu extraí de uma revista e lá era chamada de dieta Sass (nutricionista Cynthia Sass). Fui pegar aqui na internet e achei ela sendo chamada de Dieta Barriga Zero, e é basicamente a mesma que consta na revista. Nessa, o cardápio é pré-definido e eu gostei dos alimentos que ela sugere. Se toda essa liberdade da dieta principal der errado, parto para uma ditadura de cardápio definido. Link da dieta aqui.

Dia 3: Sente-se para comer.

Ela diz que o lance de se sentar para comer é importante porque nos ajuda a perceber o que de fato estamos comendo, tendo consciência do que está de fato entrando. Eu costumo tomar meu café da manhã de pé diante da pia ou da janela, almoço sentada, lancho na frente do computador da repartição e como meu jantar deitada na cama. Matem essa mulher! Além disso, faço umas coisinhas que ela exemplifica como a comida que a gente ingere sem consciência e esquece de contabilizar: experimentar enquanto cozinha, comer o que ficou no prato ou travessa quando tira a mesa são as minhas campeãs.
Além de se sentar, é importante espalhar os alimentos à minha frente, porque isso me deixará visualmente satisfeita. Ainda não implementei essa tarefa (estou correndo atrás do prejuízo hoje), mas a ideia é já iniciar aqui na hora do almoço. Eu precisava inventar uma técnica para me lembrar de sentar para comer e eu usei a que uso a vida toda: rabisquei a mão. Como não queria escrever “sentar para comer”, desenhei um coração na mão direita.

Dia 4: Elogie-se.

Cada vez que eu fizer algum acerto dentro das tarefas e dentro da dieta eu tenho que me elogiar. Nada muito cheio de amor, só um 'parabéns' ou 'ótimo' está bem. Para eu me lembrar de fazer isso, eu resolvi reativar o diário alimentar, assim eu posso me lembrar de quando eu fiz tudo direitinho e fazer os elogios.

Dia 5: Alimente-se devagar e conscientemente.

Aquela velha história do cérebro demorar a entender que já tem comida o suficiente no estômago. Ela orienta a mastigar devagar, largar os talheres no meio da refeição, dar-se um tempo, e até a iniciar as refeições sempre com uma sopa quente, porque o alimento quente nos obriga a ir devagar. Outra dica que ela deu é cronometrar o tempo da refeição e disparar um alarme de 3min em 3min, por exemplo, para lembrar de parar um pouquinho e se conscientizar do que está fazendo. Também orienta a não comer com distrações como TV ou coisa do tipo, e talvez nos primeiros dias até sozinha (não vai ser um problema). Eu vou contar as mastigações e cronometrar meu almoço hoje – e o resto das refeições também. Isso vai ser desafiador: eu não como muito rápido, mas não tão lentamente como deveria.

Dia 6: Encontre um técnico de dieta.

Alguém se manteve acordado até então? Bom, chegamos ao dia de hoje! E hoje eu preciso escolher alguém para contar que vou entrar de dieta, prestar contas a essa pessoa, que tem por tarefa me cobrar, me incentivar quando eu me sentir desanimada e outras coisas do tipo. Eu pensei nas pessoas com quem eu convivo, e acho que nenhuma delas seria um bom técnico nesse momento. Por isso, resolvi pedir a vocês que são gentis e sempre muito apoiadores, que tenham paciência com esses meus 42 dias e me cobrem que eu cumpra meu projeto!
Como essa postagem ficou gigantesca, acho que não vai ter como eu postar de 7 em 7 dias, talvez eu poste de 2 em 2 ou 3 em 3 dias. Das tarefas que cumpri ou não e tudo mais. Também devo comunicar meus resultados, como o peso (não necessariamente em números, mas se diminuiu ou aumentou). Alguém quer ser meu técnico? Ou ninguém e todo mundo ao mesmo tempo?
Hoje vou reler os dias de 1 a 6 para consolidar os conceitos, porque fiz eles muito corridos, tudo no mesmo dia. E também preciso reforçar os hábitos que teriam que ter sido instalados um por dia. E por hoje, finalmente, é só!

3 comments:

Drinha... said...

Muito interessante!!!!!!

Lari e Dé said...

eu quero ser sua técnica!!!
uma delas, pelo menos!!!
adorei tudo... e se vc puder me passar o pdf do livro por email eu vou ficar mtooo agradcida!!

lari123@gmail.com

Bah said...

Ai ai o difícil pra mim é levar isso tudo na prática... a teoria eu conheço todas...

Mas foco ai que vc consegue.

Kisu!

Blog Archive