Total Pageviews

Tuesday, April 24, 2012

Um dos pavores que enfrentei dia desses

Todo mundo conhece o papo de que os frangos de granja são criados confinados, cheios de hormônios, submetidos a estresse, crescem exageradamente rápido, não têm sabor nem textura, podem ser alvo de desregulações hormonais, e um longo etc. Eu não sou lá uma grande admiradora de frango, mas como ele pode ser uma base neutra para milhões de sabores, e eu não posso mais comer queijo, pensei em adquirir frango outra vez. Dessa vez, orgânico. Comprei no mercado de orgânicos metade de um frango já em pedaços, congelado. Fiquei pensando que seria ótimo se já viessem com os filés direitinho, mas não havia essa opção, então levei a bandeja e deixei descongelar lá na prateleira da geladeira que quase não enxergo - eu precisava fracionar em pedaços muito menores se quisesse comê-los. Então fui separando os pedaços: coxas, sobrecoxas, algo que parecia o peito... E coisas inusitadas, com as quais eu preferia não ter tido que ter contato. Eu vi um pé de galinha. Aquilo me fez dar um salto para trás. Haviam ainda miúdos, coisas que nem sei de que parte do corpo da galinha que vêm, e joguei tudo isso fora. Ossos que não entendi, mas me aterrorizaram. Depois precisava ainda partir alguns pedaços que iria comer em pedaços menores. A minha aflição ao tocar num osso, tentar separá-lo em partes menores foi tão grande que quase desisti e joguei tudo fora. Mas terminei o serviço. Esse é o tipo de coisa que me faz achar que mais dia menos dia passo de uma wannabe vegetariana para uma praticante de fato. Não tenho planos nem grandes reflexões sobre o assunto, só acho que hora dessas não vou mais dar conta desse negócio de enxergar um pé de defunto em casa.

7 comments:

Taís e Paula said...

rsrsrsrs eu li só a frase em negrito e achei q vc tava surtando por estar ficando velha ou algo assim!
É, eu encaro desmembrar um frango, mas não é mto agradável.
Beijos da Taís.

Luana said...

eu nao ligo nao, os miudos eu dou pro meu gato e os ossos eu jogo fora mesmo, mas concordo que comprar o frango ja limpinho eh melhor, so o peito e ta bom.

Gazzy1978 said...

E eu, que tenho medo de galinha? Não como frango sem que o mesmo esteja descaracterizado há ANOS!

O pior é q adoro frango à parmegianna.

www.falagrasi.blogspot.com

Cambaxirra said...

Eu sou como a Luana. Só o peito e já tá mais do que bom. Até porque sou mega chata para frango E carne. O que eu não consigo comer, eu também não consigo limpar. Então, imagina o drama, né? Só peito de frango limpinho e de preferência, já cortadinho em bifes. :P

Cristiano said...

minha mae adora o pé da galinha, ensopado de preferencia...
toda vez que ela faz ela chega na pela e fala:
- prefiro o pé esquerdo...

:)

Di said...

eu morei no sítio, então eu acompanhava todo o processo, do frango-vivo até o frango-pronto-pra-comer mas isso não garantiu q eu tivesse algum tipo de habilidade pra limpar o bichinho. Se ele não estiver limpo, nem compro...

Nay said...

Uma UNICA vez inventei de comprar o bicho inteiro pra limpar... Já tem mais de 4 anos e NUNCA MAIS. E meu ex marido na época concordou veemente. Ficou tão puto com a trabalheira e a demora que tomou raiva tbm rs.

Blog Archive