Total Pageviews

Thursday, April 19, 2012

Noite insólita

Hoje, inadvertidamente, sem que eu imaginasse que ela viria... Ela chegou. Tão cortante na sua frialdade, tão doída. Perscrutei, pensei. Quem eu procuraria numa hora feito essas?
Senti uma necessidade urgente de me comunicar com outro ser humano que me invadiu inteira.
Cada um chama do que quer, talvez eu possa chamar de solidão.
Mas não tinha ninguém; ninguém ia conseguir aplacar essa fome que me invadiu inteira. E eu, ao invés de preencher com paliativos, não fiz nada, deixei essa solidão me invadir, e de repente, me vi preenchida por mim mesma.

No comments:

Blog Archive