Total Pageviews

Friday, March 23, 2012

Eu e ele

Comentei au passant que receberia visitas no feriado e assim aconteceu. Passei a semana passada toda esperando, torcendo para que fosse logo, para que fosse legal. Programei os dias, as noites. Na sexta de manhã, dando os arremates finais, ele me liga e diz que o aeroporto do Rio ainda não abriu. Vai atrasar. Cancelam o vôo dele, remarcam para a tarde do dia seguinte, e eu passo a me conformar - um dia e uma noite a menos. Ele resolve vir com outra companhia - um dia a menos, uma noite recuperada. Resgato-o no final do dia no aeroporto e fico impressionada - lembrava que ele era mais alto, mas menos bonito. Eu gosto da conversa dele, do sotaque dele, dos livros que ele leu. Eu gosto do cheiro dele.
Porém, surpreendentemente, eu não gosto do beijo dele.
A gente insiste e chega a discutir teoricamente os motivos, porém 4 dias de tentativas não sanam o problema, e ao longo dos dias, enquanto a gente passeia, mergulha, vai à praia e toma banho de cachoeira, vamos vagarosamente nos aproximando mais enquanto pessoas, e menos enquanto homem e mulher. Somos mais cúmplices, falamos de diversos assuntos, estamos nos tornando... amigos. Cada vez mais amigos, cada vez menos amantes.
Eventualmente lembramos do interesse que nos levou até ali; ensaiamos uma reaproximação, mas o fato é que não somos bons amantes. Porém, não consigo pensar em amigo mais querido.
Racionalmente, não consigo compreender o que me faz não ficar enlouquecida pelo homem prodígio em minha frente; tem gente que chama isso de falta de química. Bom, deve ser isso mesmo.
Agora, eu digo a vocês, quem magoar aquele coração vai ter que se ver comigo. Mexeu com amigo meu, mexeu comigo. ;)

No comments:

Blog Archive