Total Pageviews

Friday, February 17, 2012

O enterro da tristeza

Chamei imaginariamente todos os meus amigos disponíveis para irem ao Enterro da Tristeza, lá na Praça XV. Digo imaginariamente porque meu celular não enviou as mensagens, e eu não percebi!
No fim eu ia dormir depois de um banho e um vinho, mas o único que recebera as mensagens cobrou minha presença. Pensei em arregar, mas percebi que certa é a morte e fui-me à vida, que eu bem tinha cá minhas tristezas para enterrar. Seguimos o bloco de longe, tinha muita gente desconhecida. Poucos conhecidos. Tomei algumas poucas cervejas, porque ando numa linha de beber pouco quando for dirigir no Carnaval. Quando tudo se acabou, fomos pro Noel tomar mais umas, e quando ele fechou fomos para aquele outro bem em frente, ali na Travessa mesmo.
Ainda sem opinião sobre o assunto, fiz algo que nunca havia pensado em fazer e não posso confessar. Sou blogueira, porém discreta! Quando passarem-se os meses, conto e ninguém nem percebe, como já fiz várias vezes.

No comments:

Blog Archive