Total Pageviews

Monday, February 06, 2012

Azar!

Chegando eu (de ônibus, novamente, porque meu prestador de serviços automotivos também resolveu me azarar e atrasar o silviço), pego meu molho de chaves e descubro que tenho em mãos as chaves do apartamento velho. Amaldiçoando minha sorte, passo na padaria e espero uns 25min até o tiozinho simpático me atender e encontrar o telefone de um chaveiro. Ele me cobra R$95,00 para abrir a porta, e copiar as chaves de que preciso. Me apresento a uma de minhas vizinhas de porta, solicitando o empréstimo de uma chave da portaria para que ele efetue nova cópia, e ela me olha com hostilidade, e resiste um pouco, mas me dá a chave. Como o chaveiro demora, ela bate à minha porta, reclama da demora e diz que preciso entregar as chaves o quanto antes. Nisso o chaveiro chega, eu aceno pra ele pela janela e abro o interfone. Nisso, lá em cima, ele me entrega as cópias e conta que "a simpatia" já havia pego a chave dela.
R$95,00 mais pobre, vizinha antipática e um ligeiro banho de chuva.
Ao menos, cumpri uma das metas: trocar o segredo da fechadura.

No comments:

Blog Archive