Total Pageviews

Thursday, June 24, 2010

Desde que cheguei nesta atual repartição, hoje de manhã, atendi UMA pessoa. Já postei no blog, flanei pelo orkut, comi bolachinha, bebi água, fui ao banheiro, conversei com a guria da recepção, e nisso, ainda falta 1h para dar meu horário!
Segundas e quintas, pego aqui às 8h. Tenho de me levantar no cu da madrugada, às 7h30. Hoje, ato falho, levantei às 8h11. Minha sorte foi que deixei tudo minimamente arrumado ontem, e cheguei aqui às 8h32. Nessa repartição, os atrasos são não só contabilizados, como também fiscalizados e dedurados à chefona. O clima aqui é de intensa competitividade, e não consigo entender por que, visto que cada função tem exatamente uma pessoa apenas, e não se trata de hierarquia. Eu nunca vou poder tomar a vaga da Fisioterapeuta, nem a mulher dos Serviços Gerais vai poder tomar minha vaga de Assistente Social. Se é assim, pra que queimar os outros colegas?
Não entendo, mas também não me importa mais. Em breve, terei ido-me embora em definitivo!
Teria ficado aqui tranquilamente, mas percebi em poucos dias, que a mesquinhez impera de maneira absoluta. E fiquei muito contente de ter passado no mestrado e poder dar tchau!
Algumas coisas me incomodam sobremaneira aqui. Uma delas é a mania que as pessoas têm de desrespeitar algumas convenções mínimas, como por exemplo: porta fechada significa atendimento individual. Estou ali, atendendo um usuário, ele está me contando a vida dele toda, os problemas dele, e sempre tem um puto pra enfiar a cabeça pela porta, dizer "ai, desculpa, achei que estava vazio, mas blablabla"...
Passam ligações no meio dos atendimentos, muito embora meu ramal esteja estragado desde que vim trabalhar aqui (há três semanas). Me interrompem para me apresentar "não sei quem da diretoria".
E a gota d'água, dia desses, queriam que eu ficasse aqui dentro com um bloco de recibos e cobrasse "contribuição espontânea" por declaração emitida para que acessem o vale-transporte gratuito e garantido por lei.
Como não tenho nada a perder mesmo, meti o pé e falei logo tudo que eu achava. É ótimo você estar na condição de demissionária: o que eles podem fazer? Te demitir?

No comments:

Blog Archive