Total Pageviews

Thursday, December 29, 2005

Embaciamento...



Não sei o que houve com a câmera... Enfim, com um pouco de esforço, vejam que eu estava em Itacaré. Encontrei o tal do Paulinho Vilhena andando lá, e sem camisa (a quem interessar possa). Eu fiquei parecendo uma gringa, que é afinal o que eles pensam que eu sou, quando me vêem assim, com esta cor de quem tomou banho de cal. Tem barzinhos por toda a orla, e eles têm cadeirinhas, esteiras, redes, guarda-sóis, tudo para você. Alguns mais chiques têm internet (eles levam um laptop até sua mesa). A água do mar é quentinha, a areia é fofa e escura. E não tem conchas, mas sim pedrinhas lisas como as de rio, que dariam belos colares. Não acabei com o ecossistema local, não levei nenhuma. Um peixe pulou às costas de minha amiga, durante o tal banho de mar. Tem muito trabalho infantil, sim. E o "chuveiro" após a praia era uma pia com um baldinho: enche o baldinho na torneira, e joga em você mesmo. Vários ambulantes. O acarajé é sem alho nenhum. A água de côco custa baratinho. A estrada é maravilhosa: parei num mirantezinho e tirei aquela foto que tem o mar lá embaixo. Muitas palmeiras, bastante sombra de árvores nas praias, não é um calor insuportável. É na realidade muito gostoso. E vários aguaceiros ao longo do dia.

Wednesday, December 28, 2005

Pêga?

São tantas expressões... Procuro ter um olhar relativista e não tão sulista-burguês quanto a uma série de coisas que acho que poderiam ser melhores. A natureza é exuberante, a culinária é deliciosa, o povo é divertido e acolhedor, e eu não sei se quero ir embora!

Monday, December 26, 2005

"Vem cá, meu bem
Que é bom viver
O mundo anda tão complicado
E hoje eu quero fazer tudo por você..."


Sem muita identificação, só por que em muitos momentos as coisas já foram assim. E hoje tudo o que eu quero é fugir...

Sunday, December 25, 2005

Jingle Hell

É, acabou. Fecharam a sucursal do inferno. Joinville está pronta para recepcionar as moscas que ocupam todo o seu território nesta época do ano.
Nem acredito que aliviou a pressão. Acabou tudo. Estou sozinha, estou em silêncio, não tenho horário para nada. As malas estão arrumadas. Aquele peru de ontem já foi embora.
Agora, é telefonar para um amigo sozinho, e convidá-lo para me acompanhar num buffet qualquer, onde haja salada e peixe grelhado.

Friday, December 23, 2005

Não atire pérolas aos porcos.

Nostalgia

Vida
É um grito de cor
É um banho de mar
É inverno, é verão...

Chorei.

O Peido Pesa?

Ah, PCC! Nada como assistir Hermes&Renato em suas companhias... Até dou risada para não decepcioná-los.
Teve tanta gente, que ensinou tanto, mesmo passando tão rapidamente pela nossa vidinha... Teve Ruth, teve Nara, teve Dani, teve Juci, teve Lelo, teve Hitesh, teve Dias, teve tia Bete, teve Léo, teve Rinald, teve Dadá, teve Fefê, teve Zizi, teve Pimenta, teve Marinete, teve Ruti, teve Paulo, teve Beatriz, teve Sabrina, teve Marcus, teve Panta, teve Seco, teve Raúl, teve Camila, teve Mailiz, teve Cris, teve Daiane, teve TANTA gente mais que não tinha. E que agora tem que continuar tendo... Teve TANTA gente que já tinha e só fez aumentar o tanto que tinha de bom...
Teve tanto choro e mágoas, mas teve tantos ombros... Teve tantas conquistas...
2005 foi o ano da amizade. Que no fim das contas, é o ano do amor?

Balanço de Final de Ano?

É que eu enjôo na viagem...

Tuesday, December 20, 2005

Aquela dos Titãs

Só quero saber do que pode dar certo
Não tenho tempo a perder...

I Don't Want to Stay Here

I wanna to go back to Bahia :)
Baiana Branca Erradicada, separada da família Conrado França no período da gestação ainda, finalmente retornará às origens. O vôo (Varig) transportá-la-á a Ilhéus no dia 26/12/2005, para alegria geral de todo o povo Itabunense (25km dali), que a espera com toda a pompa e circunstância que a ocasião merece. Entrevistada, nossa B.B.E. mostrou-se esfuziante com a novidade:
- Acredito que estou indo ao encontro de pessoas que podem contribuir muito para o processo de formação de minha personalidade, e que voltarei 3kg mais pesada. Agradeço ao carisma de todo o povo de Itabuna e espero na volta poder afirmar que minha família é toda feita por uns puto de muita qualidadê.

Sunday, December 18, 2005

Recepção ?

Recepção, se não for calorosa, eu fujo. Rejeição não, por favor, não mais.

Em Busca do Produto

Moça, me dá um desse. Não posso, não quero e não devo. Mas moça, me dá. Mas eu não posso. Pode. Mas eu não quero. Quer. Mas eu não devo. Deves a mim. Vamos moça, um desse vai, por favor. Não sei. Moça, dá um desse. Não tenho certeza. Por favor, moça. Pago qualquer preço. Não. Mas me dá logo um desse, moça. Não sei. Prometo o que quiseres, moça. É mesmo? Me dá um desse, moça. Promete? Prometo, me dá um desse. Tá bom, lá vai.
Obrigado, moça. Tchau. Tchau? Tudo bem, tchau...

Saturday, December 17, 2005

O Mérito de se Chorar os Mortos

Caminhava. Chegando ali na "Trattoria Mamma Mia", descubro que a casa vermelha foi pintada de verde, e o nome se modificou. Está sob nova direção e tem novos proprietários. Tem ainda aquele cepo onde uma noite de inverno me sentei. Me sentei novamente, chorei duas lágrimas sentidas. Continuei o meu caminho...

Tuesday, December 13, 2005

Cachorro Vira-Lata

É só passar a mão na cabeça e levar.

Sunday, December 11, 2005

Inimigo nº 1

Andaste te boicotando, não? E depois, quando viste o que fizeste, não querias nem dormir contigo mesma na mesma cama... Só que alter egos dormem juntos e se estraçalham a noite toda. Não é à toa essas olheiras...

Friday, December 09, 2005

O Sonho de Viv's

Eu já estava quase em casa quando Viv's me telefonou preocupada com meu bem-estar. Segundo ela, teve um sonho muito ruim comigo, e achou melhor averiguar como eu estava passando. Estou bem, minha querida. Ainda mais com sua ligação!

Thursday, December 08, 2005

Chafurdações na BU

Deploro o fato de os servidores da UFSC terem retornado da greve. Em compensação, nada como voltar a freqüentar a Biblioteca Central e empoeirar os dedinhos naquela montanha de livros velhos, ver a rinite atacar com toda a sua força ante aquele cheiro de papel não manuseado, há muito embolorado. Deve ser por conta do meu signo, mas quando entro num local onde coisas velhas se reúnem para criar poeira e umidade, me sinto entre amigos. Nada como ver um ambiente cheio de teias, barulhos esquisitos, andrajos...
Fazer o que?

Fazer o que?

Tive de me mudar, devido a intensas problemáticas no weblogger. Domingo já era dia que não se postasse, mas agora não tem nem domingo, nem dia santo. Fazer o que? Me mudei...

Wednesday, December 07, 2005

Bossa Beat

Nada mais é do que o "segundo nome" de uma música no CD do Tom Jobim que foi regravado por um monte de pessoas. É que todos os nomes de blogs que eu havia pensado já haviam sido pensados por outros.
Fazer o que?
E aliás, qual a novidade? As idéias estão postas, as palavras estão aí. Tudo já foi inventado, basta recombinar. Até lembrei daquela dos Titãs:
"...as idéias estão no chão, você tropeça e acha a solução..."

Blog Archive